Escolas abrem para oferecer comida a crianças carentes após suspensão das aulas

Instituições continuarão fornecendo alimentos. No Distrito Federal, o governo foi além e pensou em uma possibilidade das crianças conseguirem a comida sem se deslocar

Resumo da Notícia

  • As aulas foram canceladas em diversos estados brasileiros
  • Mesmo com as aulas canceladas, algumas escolas continuam abertas para fornecer alimento às crianças carentes
  • O Distrito Federal bolou uma possibilidade das crianças terem acesso à alimentação sem precisar ir até a escola
  • Cerca de 70 mil famílias terão acesso ao benefício
Escolas públicas continuarão abrindo pra fornecer alimentação às crianças (Foto: Getty Images)

Diversas escolas tiveram suas aulas canceladas por conta do coronavírus. Alguns estados declararam férias antecipadas, outros continuam o ano letivo por meio de recursos online para os alunos. Apesar da maioria das escolas estarem fisicamente fechadas, algumas, em regiões mais carentes, estão abrindo apenas para oferecer alimentação aos estudantes.

-Publicidade-

Sabendo que muitos estudantes, devido à pobreza, não tem condições de se alimentar em casa e contam com a merenda dada nas escolas, algumas instituições continuam abrindo para oferecer alimentos àqueles que precisam. É o caso do CIEP Gilberto Freyre, em Senador Camará, no Rio de Janeiro, que anunciou em cartaz almoço das 11h às 13h até o dia 20, apesar das aulas suspensas.

O Distrito Federal achou uma outra forma de lidar com a questão. Os alunos de baixa renda da rede pública irão receber uma bolsa alimentação durante o período em que as aulas estiverem suspensas. Assim, as crianças continuarão contando com a alimentação, mas não precisarão ir até a escola.

-Publicidade-

O governador do Distrito Federal,  Ibaneis Roch, assinou um decreto neste domingo (15 de março) que diz: “Os alunos da rede pública de educação, cadastrados e beneficiados no Bolsa Família, no período de suspensão das aulas continuarão tendo direito à alimentação escolar”. O valor da bolsa alimentação será depositado por meio do Cartão Material Escolar.

Cerca de 70 mil famílias receberão o benefício e o valor será cedido de acordo com a situação de cada aluno. Aqueles que costumam fazer uma refeição na escola receberão R$ 59,70 para os 15 dias de suspensão. Já aqueles que fazem 2 refeições contarão com R$ 119,40 e os que fazem as 3 refeições ganharão R$ 179,10.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-