;
Criança

Estudo diz que mães que sentem enjoo na gestação dão à luz crianças com QI mais alto

O estudo é o primeiro a relacionar o mal-estar matinal da mãe com o desenvolvimento cerebral do bebê

Emily Santos

Emily Santos ,filha de Maria Teresa e Francisco

Enjoos na gravidez pode significar alto QI nas crianças (Foto: iStock)

O  The Journal of Pediatrics dirigiu um estudo que revelou que a intensidade dos enjoos matinais que as mulheres sentem  no início da gravidez podem indicar que o bebê terá um alto QI.

A análise foi feita em 121 mulheres que engravidaram entre 1998 e 2003 e nas crianças entre os 3 e 7 anos de idade. O resultado mostrou que aquelas te tinham mais enjoos durante a gestação deram à luz crianças com quocientes de inteligência (QI) acima da média.

Este é o primeiro estudo do tipo que relacionou os enjoos da gravidez ao desenvolvimento das funções cerebrais do bebê. No entanto, os pesquisadores deixam claro que a falta de enjoo não significa que a criança terá um QI baixo.

Dentre os resultados analisados nas crianças que participaram do estudo, os pesquisadores notaram que as filhas de mulheres que tinham enjoos matinais no início de gravidez têm melhores habilidades de memória e de linguagem.

Leia também:

Estudo diz que o irmão mais velho é mais inteligente que o caçula e você vai se surpreender com o motivo

Estudo mostra que crianças que começam estudar mais tarde vão melhor nas aulas e o motivo é polêmico

Estudo defende que mulheres que engolem sêmen do parceiro têm menos chance de sofrer aborto