Criança

Estudo revela que o uso excessivo de tecnologias pode afetar a escrita à mão do seu filho

Ele foi realizado pela francesa RFI e serve de alerta para todos os países do mundo!

Caroline Passos

Caroline Passos ,Filha de Maria Aparecida e Agnaldo

Crianças precisam exercitar a escrita à mão (Foto: GettyImage)

A aprendizagem e alfabetização não é uma fase fácil para as crianças, porém, a cada dia que passa elas apresentam dificuldades para escrever à mão, e o principal motivo disso é o uso excessivo de novas tecnologias, como smartphones e tablets, que acostumaram crianças e adolescentes à digitar apenas.

“Ele não consegue segurar um lápis direito”, diz Luana, mãe de um menino de 6 anos que enfrenta dificuldades para aprender a escrever na escola, em entrevista à RFI.

Ela contou que a criança se acostumou desde pequena a segurar o tablet e controles de videogames, o que acabou influenciando sua coordenação motora. Segundo Luana, o garoto reconhece as letras e cálculos, mas sua interação manual é inteiramente voltada para o mundo digital, cuja utilização domina com destreza.

“Para ele, é mais fácil digitar algo do que segurar uma caneta. Afinal, essas tecnologias facilitam tudo. Utilizando apenas um dedo você pode escrever. Até pintar fica mais fácil”, disse à RFI .

A dificuldade que Luana enfrenta com o filho não acontece apenas com ela. O fenômeno é muito comum nas salas de aula, como contou à RFI a professora francesa Roxanne, que leciona para turmas do 5° ao 9° ano.

“Responsabilizo o sistema escolar francês por isso. Diante de programas cada vez mais densos, classes sobrecarregadas, a alunos com perfis diversos e com diferentes problemas de aprendizagem, os educadores têm menos tempo para treinar a escrita”, lamenta ao perceber que a escrita também diminuiu durante as aulas.

Desde 2018, a França proibiu o uso de celulares pessoais nas escolas, para alegria dos professores. Além disso, após vários alertas a Organização Mundial da Saúde (OMS), muitas famílias também restringiram o uso de novas tecnologias por crianças e adolescentes em casa.

Leia também:

Estudo prova que redes sociais deixam as mães inseguras

95% dos professores acreditam que trazer tecnologia para a sala de aula prepara os alunos para o futuro, diz estudo

Os momentos em família podem fazer toda a diferença nos estudos do seu filho

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos: 

>