Criança

“Eu não quero enterrar minha filha”, diz mãe de menina de 10 anos que tentou suicídio por bullying

Lilly-Jo passou seu 10º aniversário no hospital em recuperação

Jennifer Detlinger

Jennifer Detlinger ,Filha de Lucila e Paulo

(Foto: SWNS/Reprodução)

“Minha filha está lutando por sua vida por causa do bullying”  (Foto: SWNS/Reprodução)

A britânica Jess Brown, de 27 anos, levou a filha Lilly-Jo ao hospital Worcestershire Royal, na Inglaterra, na noite desta segunda-feira (12), depois da menina se recusar a comer e tomar comprimidos, em uma tentativa de suicídio, na noite de seu aniversário de 10 anos. “Minha filha está lutando por sua vida por causa do bullying”, contou a mãe em entrevista ao Worcester News.

A menina começou a estudar em uma escola nova no mês de setembro e depois de algumas semanas, sua mãe percebeu que ela estava agindo de uma forma estranha. Jess revelou que a filha sofreu bullying de outra aluna da escola.

“Eu percebi que Lilly não estava bem na segunda, pois não comia e parecia muito cansada. Foi quando ela admitiu que tomou algumas pílulas e eu a levei correndo para o hospital. Pensei que minha filha fosse morrer”, contou Jess.

(Foto: SWNS/Reprodução

(Foto: SWNS/Reprodução)

A mãe ainda fez um desabafo sobre o descaso da escola com o problema da filha. “Eu disse à escola que ela estava sendo intimidada, mas eles não fizeram nada para ajudar. Ela está com medo de voltar para lá”.

Em um vídeo de oito minutos, gravado antes da tentativa de suicídio, Lilly compartilhou todo seu sofrimento: “Tem uma criança na