Criança

Filha de Marcia Goldschmidt luta contra doença rara no fígado: “Sou enfermeira 24 horas por dia”

"O meu sofrimento tornou-se uma força a mais", disse a mãe de Yanne e Victoria

Isabella Zacharias

Isabella Zacharias ,Filha de Aldenisa e Carlos

Márcia Goldschmidt é mãe de Yanne e Victoria (Foto: Reprodução / Instagram @marcia.golds)

No programa A Tarde É Sua, do canal TVI de Portugal, a apresentadora Márcia Goldschmidt falou sobre a luta da filha de 6 anos, Yanne, contra a doença rara no fígado Atresia de Vias Biliares.

Márcia, mãe das gêmeas Yanne e Victoria, conta que a menina foi diagnosticada quando ainda era bebê. As meninas nasceram quando a mãe estava no 5º mês de gestação, aos 50 anos de idade.

“Ainda vivo esse dia a dia de luta com a minha filha. Ela tem que fazer exames de sangue duas ou três vezes por mês… A doença não acabou. Um transplante é trocar uma doença fatal por uma doença crônica”, revelou Márcia sobre o transplante de fígado que Yanne fez.

Na foto, Márcia no 5º mês de gestação das gêmeas (Foto: Reprodução / Instagram @marcia.golds)

Márcia diz que Yanne ficou internada e em isolamento durante 15 dias por causa de uma pneumonia. Ela também revelou que deixou sua carreira artística para cuidar das filhas. “Sou enfermeira e cuidadora 24 horas por dia. Fui estudar nutrição e tudo o que diz respeito ao fígado, ao transplante, para dar às minhas filhas a melhor qualidade de vida possível, apesar de todo o contexto que nasceram”, conta.

A apresentadora diz que está tendo sucesso em seu objetivo, mas que Yanne é uma criança que precisa tomar imunossupressores, que são medicamentos usados para que o órgão transplantado não seja rejeitado. “Ela tem um sistema imunológico comprometido. É uma menina normal, mas imunocomprometida”, desabafa.

As gêmeas Yanne e Victoria atualmente (Foto: Reprodução / Instagram @marcia.golds)

Márcia também falou sobre a carreira profissional: “Não sei onde ficou, não deu tempo de pensar. Agora que eu comecei a lembrar quem eu era. Comecei a reconectar as pessoas nas redes sociais. Escrevi um livro para me reaproximar das pessoas, trocar a experiência que eu passei. O meu sofrimento tornou-se uma força a mais, que eu quero poder partilhar com as pessoas”, ela conclui.

Leia também:

Ivete Sangalo causa ao postar foto da barriga e comenta mudanças no corpo após a gravidez

Menina de dois anos compra sofá de quase 2 mil reais pelo celular da mãe

Mãe raspa cabelo em homenagem a filha que tem câncer e o vídeo é emocionante