Garota nasce com as pernas deformadas e família vai contra a decisão dos médicos: “Decidimos não amputar”

Victoria impressionou a todos com sua história de superação

Victoria e sua família (Foto: reprodução / Youtube / Inside Edition)

Nascida na Polônia com hemimelia tibial bilateral – um grave defeito congênito que resultou em pernas deformadas e ossos ausentes – Victoria Komada, de três anos, cresceu com muito desconforto e dor tanto para a bebê que sofria da doença quanto para a mãe, que não aguentava mais ver o sofrimento da filha.

-Publicidade-

Segundos os médicos que a atenderam, a única opção era amputar as duas pernas de Victoria, mas a família se recusou a acreditar que não havia outra saída. Determinados a encontrar outro tipo de tratamento, os pais encontraram o Dr. Dror Paley, um cirurgião estadunidense que era o especialista mais indicado para o caso.  

O plano era consertar a perna esquerda por meio de uma cirurgia e amputar a perna direita e reconstruí-la com o uso de uma prótese. Mas a solução ideal representou dois grandes problemas para a família. Não só o escritório do Dr. Paley estava localizado em West Palm Beach, na Flórida, mas a cirurgia custaria US $ 235.000, um preço muito caro e completamente fora do orçamento.

-Publicidade-

Desesperados, a família compartilhou a história on-line, trazendo uma inesperada rede de apoio que permitiu que a menina superasse todas as limitações.

Apesar de ter sido uma situação dolorosa, com a ajuda dos pais, Victoria conseguiu ter forças para continuar. Segundo os relatos da mãe, todo o esforço valeu a pena ao ver o quão rápido ela começou a andar, trazendo um lindo final feliz para a garotinha que nunca desistiu. Assista o vídeo da história dela:

Leia também:

Boa notícia: novo projeto garante tratamento no SUS para crianças com lábio leporino

Óculos tecnológico ajuda no tratamento de crianças autistas

Casal colhe plásticos do oceano para transformá-los em próteses para deficientes

-Publicidade-