Garotos assustam e cospem no rosto de garota de 3 anos enquanto ela voltava do mercado com o pai

Matt Batty estava na rua com a filha quando alguns meninos passaram de bicicleta. Preocupada com eles, a criança gritou pedindo que fossem para casa. Eles, impacientes, tentaram assaltar o rapaz e ainda insultaram a criança

Resumo da Notícia

  • Garotos tentam assaltar família que estava voltando do mercado
  • A filha, de 3 anos, pediu para que eles fossem para casa para não se infectarem com o novo coronavírus
  • Irritados, eles jogaram coisas na criança, cuspiram nela e dispararam: "Eu tenho corona"
  • Confira a história completa
Veja o que essa família passou (Foto: Getty Images)

Matt Batty, pai de duas crianças, passou por uma terrível experiência. Ele estava voltando do mercado com a filha Alice Rose quando foram parados por alguns garotos na rua, que tentaram roubar as sacolas que carregavam e ainda tiraram sarro da família. Um deles chegou a cuspir na mão passar no rosto da garota para provocá-la dizendo “Eu tenho corona“.

-Publicidade-

Segundo o que Batty disse ao portal britânico Examiner Live ele e a filha estavam voltando das compras quando os garotos passaram por eles. Cansada do isolamento, Alice perguntou ao pai se poderia sair de bicicleta mais tarde, afinal, os garotos estavam andando. “Eu disse que ela não podia por causa dos ‘erros desagradáveis'”, contou ele. ‘Erros desagradáveis’ é a forma que Matt usou para explicar sobre o coronavírus para a filha.

Atenta às explicações do pai, a garota logo quis ajudar os garotos também e soltou: “Vocês precisam ir para casa, meninos, por causa dos ‘erros desagradáveis'”. Irritados, os garotos começaram a jogar coisas em Matt e na filha. Assustado, Matt pediu para que eles se acalmassem, explicando que a filha tinha apenas 3 anos de idade e não estava má intencionada.

-Publicidade-

Ele e a filha começaram a andar um pouco mais rápido. Foi então que Matt sentiu algo bater nas costas e precisou parar. “Senti algo bater nas minhas costas e depois vi um deles cuspir na mão e esfregar na lateral do rosto da minha filha dizendo ‘eu tenho corona’.”, contou.

Alice ficou extremamente assustada com o que aconteceu e, segundo o pai, acabou ficando com pavor de sair de casa, temendo que os “meninos desagradáveis” a atacassem novamente. Matt e a esposa Katie resolveram ligar para a polícia, que foram até a casa da família entender o que havia acontecido e tranquilizar a criança.

Agradecida com a presença dos policiais, Alice Rose presenteou o oficial com um dos ovos de Páscoa que havia ganhado. Apesar disso, os pais da garota continuam preocupados com o ocorrido.  “Eles precisam crescer. Eles gostariam se um de nós fizesse isso com eles? Como eles gostariam que eu cuspisse na minha mão e atirasse coisas em alguém de três anos de idade?”, desabafou.

A polícia de South Yorkshire confirmou que estava investigando o caso e está pedindo para qualquer pessoa com informações  se apresentar. “Se você tiver alguma informação que possa ajudar, ligue para 101, citando o incidente número 519 de 19 de abril”, disse um porta-voz.

-Publicidade-