Criança

Herói! Avô consegue salvar neto de ataque de cobra

Uma phyton de 4 metros atacou Naish, de apenas 1 ano e 10 meses, na cozinha de sua casa

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Menino atacado por cobra é salvo pelo avô (Foto: Reprodução/ ABC)

Menino atacado por cobra é salvo pelo avô (Foto: Reprodução/ ABC)

Amanda Rutland mora em Queensland, na Austrália, com seus dois filhos Naish, 1 ano e 10 meses, e Evie, 3. Os dois brincavam na varanda perto a poucos metros da mãe quando essa percebeu uma movimentação estranha. A menina começou a ir para longe do irmão e subiu na mesa. “A primeira coisa que passou pela minha cabeça foi ‘cobra‘”, contou, em entrevista ao canal norte-americano ABC.

Ela estava certa. Quando foi socorrer o filho, viu uma phyton de 4 metros com as presas cravadas no antebraço de Naish e começando a se enrolar em seu corpo. Ela não pensou duas vezes: na hora chamou o pai, Ronald, para ajudar. “A cobra estava em volta de seu braço, mordendo, então eu enfiei minhas mãos lá para tentar achar a cabeça do animal e comecei a apertá-la com força durante uns 15 segundos, mas não fez diferença nenhuma” lembrou o avô em entrevista à ABC.

A cobra só soltou o menino depois de várias facadas do avô (Foto: Reprodução/ ABC)

A cobra só soltou o menino depois de várias facadas do avô (Foto: Reprodução/ ABC)

Depois de muito insistir, só com facadas o avô conseguiu fazer a cobra se soltar do neto “Comecei a golpeá-la por trás com uma faca. Precisei dar quatro ou cinco golpes até que a cobra percebesse o que estava acontecendo e soltasse”, lembra.

Amanda já havia visto cobras em sua residência antes, mas não queria mata-las. Porém, não havia outro jeito quando ela começou a enrolar-se no braço do pai. “Não conseguimos encontrar outra maneira de tirá-la. Ela era pura força“, declarou. O avô de Naish precisou cortar a cabeça da cobra para fazer com que ela parasse.

Tanto Ronald quanto seu neto estão bem, apenas com alguns arranhões. “Não o afetou em nada, exceto pelas marcas em seus braços, mas elas desaparecerão, sem dúvidas“, disse o avô.

O menino não teve nenhuma sequela grave, apenas arranhões (Foto: Reprodução/ ABC)

O menino não teve nenhuma sequela grave, apenas arranhões (Foto: Reprodução/ ABC)

Leia também:

Mãe encontra cobra venenosa dentro de berço da filha

Sempre alerta: escorpiões passam a matar mais que cobras no Brasil

Você sabia que a privada é um dos maiores perigos de casa para o seu filho?