Homem é preso por matar criança de 6 anos e torturar irmãos dela por pedirem comida aos vizinhos

Bruno Diocleciano da Silva foi condenado a 49 anos de prisão, o caso aconteceu em Planaltina de Goiás, no Entorno do Distrito Federal

Resumo da Notícia

  • Um homem foi condenado a 49 anos de prisão
  • Bruno Diocleciano da Silva, de 21 anos, matou uma criança e torturou outras 3
  • O crime ocorreu em 2019 e a condenação foi determinada na última terça-feira

Um homem foi condenado a 49 anos por matar uma criança de 6 anos e torturar os irmãos dela por pedirem comida aos vizinhos. O caso aconteceu em Planaltina de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, as 3 crianças torturadas tinham  8, 4 e 1 ano, a defesa do jovem não se manifestou.

-Publicidade-

Segundo o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), o réu está preso desde o dia do crime. O crime aconteceu em maio de 2019, no Bairro Mutirão da Moradia. Bruno Diocleciano da Silva, de 21 anos, foi denunciado pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) e a condenação foi determinada na terça-feira (22), pelo juiz Fernando Oliveira Samuel.

O homem torturou as 3 crianças por pedirem comida aos vizinho
O homem torturou as 3 crianças por pedirem comida aos vizinhos (Foto: Reprodução/G1)

As investigações apontam que Bruno espancou a menina até a morte e usou uma corda para torturar os irmãos dela. Ele era namorado da tia das crianças, de 17 anos, que estava com a guarda dos menores porque os pais deles estavam presos no DF.

Bruno foi condenado pelos crimes de homicídio qualificado, tortura e corrupção de menores. Na decisão, o juiz escreveu que, até os dias atuais, as crianças sofrem com o ocorrido. Segundo o MP, no dia anterior ao crime, o casal saiu de casa e deixou as crianças sozinhas e trancadas. Ao retornarem, souberam que elas haviam pedido comida aos vizinhos. A menina de 6 anos e os irmãos foram espancados com uma corda.

Parte da decisão que condena jovem pela morte de criança, em Goiás
Parte da decisão que condena jovem pela morte de criança, em Goiás (Foto: Reprodução/G1)

A menina até tentou fugir mas pegaram ela de volta e foi agredida novamente, ela acordou fraca no chão do quintal reclamando de dores no peito, o casal chamou o Corpo de Bombeiros mas ela não resistiu. Os militares chegaram ao imóvel, constataram a morte e chamaram a PM. O Conselho Tutelar esteve no local e encaminhou as outras crianças ao hospital.