Criança

Homem obriga a filha a viver como menino: “Queria alguém para me servir no deserto”

Madina virou Mangal aos 2 anos de idade

Jéssica Anjos

Jéssica Anjos ,filha de Adriana e Marcelo

Fazer a filha se vestir de menino é uma tradição afegã (Foto: GettyImage)

Khoda Bakhsh Karimy e a mãe Amena Karimy do Afeganistão só tiveram meninas. O pai conversou com o canal norte-americano CNN para contar sobre quando decidiu que uma delas iria viver como um menino, porque ele queria muito um filho.

A prática tem nome e é considerada tradição afegã chamada de “bacha posh” faz com que uma filha se transforme em menino. Foi o que Khoda fez com a menina Madina, que passou a ser nomeada pela família como Mangal. A transformação aconteceu quando Mangal tinha dois anos de idade, hoje a menina tem 13.

A transição não envolve nenhuma mudança biológica, só de comportamento. A menina passou a usar roupas de meninos e fazer coisas da sociedade afegã que são restritas aos homens, como trabalhar.

Os afegãos são machistas e valorizam mais aos filhos do que as filhas. O que leva eles a pensarem que uma família sem homens é incompleta.

Mangal depois da transformação (Foto: reprodução / CNN)

“Nós a fizemos virar um filho para ajudar o pai”, comentou a mãe Amena durante a entrevista para a CNN. Somente homens podem trabalhar e trazer o sustento para a família. Segundo a mãe, este é o principal motivo.

“Eu fiz minha filha virar um garoto para me servir comida e água quando eu estou no deserto. Eu me sinto feliz quando vejo minha filha com roupas de garoto“, disse o pai.

De acordo com a família, Mangla vai voltar a ser uma menina quando atingir a puberdade. Esta tradição afirma que a criança deve voltar ao sexo original quando crescer ou quando um filho homem nascer. Madina tem seis irmãs, mas ainda não veio nenhum irmão. “Quando ela crescer voltará a se vestir como mulher e com certeza irá casar”, completou o Khoda.

Leia também:

Criança Transexual: menino ou menina?

Vídeo mostra preconceito vivido por criança trans

Menina de 11 anos é barrada em campeonato de patinação por ser transexual