;
Criança

Inclusão: LEGO lança peças em Braille para crianças cegas aprenderem de forma mais divertida

A iniciativa tem parceria com a fundação, brasileira, Dorina Nowill Para Cegos

Nathalia Lopes

Nathalia Lopes ,Filha de Márcia e Toninho

A LEGO em parceria com a fundação Dorina está lançando LEGOS em braile (Foto: Divulgação)

A Marca Lego anunciou na última quarta-feira, 24, que vai lançar peças da marca em Braile. A iniciativa é uma união da marca com associações e tem o propósito de ajudar crianças om dificuldades para enxergar ou cegas a aprender o Braile de forma mais fácil e divertida.

O anúncio foi feito em uma conferência de marcas sustentáveis em Paris. O Grupo LEGO e a LEGO Foundation querem que as peças em Braile, que recebeu o nome de LEGO® Braille Bricks, estejam a venda já em 2020, por agora, elas já estão circulando no Brasil, Noruega, Dinamarca e França em fase de teste.

Afinal o projeto, que foi idealizado pela LEGO Foundation em 2011, está sendo executado por conta de uma parceria entre a Fundação Dorina Nowill para Cegos do Brasil, que executou o “Braille Bricks for All” e chamou a atenção de organizações dos países citados acima.

Philippe Chazal, tesoureiro da União Europeia de Cegos disse que: “Com milhares de audiolivros e programas de computador disponíveis, cada vez menos crianças estão aprendendo a ler em Braille. Isso é particularmente crítico quando entendemos que as pessoas que usam o Braille com mais frequência são mais independentes, possuem um nível mais alto de educação e melhores oportunidades no mercado de trabalho. Acreditamos fortemente que o LEGO® Braille Bricks ajudará a dar um impulso no interesse em aprender o Braile.”

As peças serão moldadas conforme o alfabeto em Braile e também com as letras que eles representam para fazer com que pais, professores e amigos, sem a deficiência , possam brincar juntos e deixar a experiência ainda mais divertida e inclusiva.

Ika Fleury, presidente do Comitê Braille Bricks da Fundação Dorina Nowill para Cegos, elogia o projeto: “O braille ainda é a única maneira de alfabetizar uma criança com deficiência visual e o LEGO® Braille Bricks é uma ferramenta inovadora, que colabora efetivamente para o aprendizado inclusivo, envolvendo não só as crianças cegas e com baixa visão, mas também os colegas videntes.”

“Esse lançamento tem ainda um significado muito especial porque, nesse ano, a nossa fundadora Dorina Nowill completaria 100 anos de vida.E o programa vai além, ele também alcança professores, educadores e pais, que poderão usufruir de forma lúdica e pedagógica esse grande instrumento que a Fundação desenvolveu.”

O diretor de arte sênior da LEGO, Morten Bonde, está ficando cego por conta de uma doença degenerativa e se tornou consultor interno do produto afirma que: “Vivenciar as reações dos alunos e professores perante o LEGO® Braille Bricks foi extremamente inspirador e me lembrou que as únicas limitações que encontrarei na vida são aquelas que eu crio em minha mente.”

Os kits estão sendo testados em dinamarquês, norueguês, inglês e português, enquanto o alemão, espanhol e francês serão avaliados no terceiro trimestre de 2019, mas já estarão no marcado em 2020. Umas das ideias da marca é distribuir o kit de graça para fundações.

Como mais de 250 peças cobrindo o alfabeto completo, números de 0 a 9, símbolos matemáticos selecionados, será inspiração para o ensino e jogos interativos. John Goodwin, CEO da LEGO Foundation defende que: “Crianças cegas e deficientes visuais tem sonhos e aspirações para o futuro assim como qualquer outra.”

“Elas têm o mesmo desejo e necessidade de explorar o mundo e socializar por meio do brincar, mas muitas vezes enfrentam o isolamento involuntário das atividades como consequência. Na LEGO Foundation, acreditamos que as crianças aprendem melhor por meio do brincar e, por sua vez, desenvolvem uma gama de habilidades como a criatividade, colaboração e comunicação.”

“Com este projeto, estamos trazendo uma abordagem lúdica e inclusiva para o aprendizado de Braille para esse público. Espero que crianças, pais, cuidadores, professores e profissionais em todo o mundo estejam tão empolgados quanto nós. Mal podemos esperar para ver o impacto positivo que causará.”

O projeto é de fato muito importante, afinal, segundo o IBGE, temos no Brasil cerca de 140 mil crianças com deficiência visual e metade delas estão matriculadas em escola pública. E é por isso que desde sempre a Fundação Dorina luta para a inclusão de pessoas cegas na sociedade.

Eles começaram a entrar em contato com a LEGO em 2017 E JÁ EM 2019, já podemos ver os frutos disso sendo colhidos e fazendo que a fundação brasileira tenha cada vez mais destaque no mundo.

Leia também: 

Lego é usado como método de ensino de inglês para crianças

Chega de dor! LEGO cria pantufa especial para você não se machucar mais com as peças

Meninas são protagonistas em nova linha de brinquedos da Lego