Criança

Kelly Clarkson admite bater nos filhos e a explicação não convence

A cantora deixou claro que não agride as crianças, mas acha necessário ser linha dura

Juliane Carvalho

Juliane Carvalho ,filha de Ana Paula e Alexandre

Kelly Clarkson e seus filhos River Rose e Remy (Foto: reprodução/instagram)

Aos 37 anos, mãe de um casal com idade de 5 e de 3 anos, Kelly Clarkson admite abertamente ser um tanto rígida na criação dos filhos – River Rose e Remy. De acordo com o site Little Things, ela explica a atitude como influência de sua própria criação no sul do Texas, Estados Unidos. E considera natural dar umas palmadas em seus filhos quando eles pisam fora da linha.

Anteriormente a cantora já tinha mencionado em entrevista à People que a filha é uma garotinha de personalidade forte e “um pouco cabeça dura”. “Ela vai dirigir uma empresa um dia porque não tem como trabalhar para alguém. Não presta muito atenção ao conselho. Ela é muito corajosa, o que é incrível”, disse.

Kelly Clarkson faz menção à sua criação no Sul do Texas na hora de educar seus filhos (Foto: reprodução/instagram)

Kelly quis deixar claro que quando fala sobre palmadas não quer dizer que maltrata os filhos. “Eu não quero dizer bater nela com força, só dar uma surra”, comentou em entrevista à Radio.com.

Bater, não!

“Violência não leva a nada!” é uma frase que sempre ouvimos falar, mas agora foi comprovada em um estudo da Academia Americana de Pediatria (AAP), que quando aplicada à crianças como medida educativa pode trazer efeitos negativos no futuro.

De acordo com a pesquisa, o uso de palmadas ou de qualquer outra forma de violência física, mais de duas vezes por mês até os 3 anos, torna crianças mais agressivas aos 5. Em uma projeção maior, foi constatado que aos 9 anos esta mesma criança apresentaria mais comportamentos negativos.

Em outra pesquisa, a Academia afirmou que ao bater, xingar ou até mesmo gritar com os filhos, os hormônios do estresse se elevam e podem alterar a forma do cérebro.

Leia Também:

Cantora Kelly Clarkson desabafa sobre gravidez e maternidade!

Aumente o som: Kelly canta sobre como o marido renovou sua esperança

Palavras ofensivas fazem mais mal do que a palmada