Mãe conta como o filho sofreu preconceito por causa dos cabelos compridos

Farouk James, de 8 anos teria que ser obrigado a cortar os cabelos compridos porque a regra da escola não permitia que meninos tivessem esse tipo de penteado

Resumo da Notícia

  • Mãe desabafa depois de ilho sofrer preconceito por causa dos cabelos
  • Farouk sempre adotou o cabelo comprido do jeito que são
  • Eles resolveram divulgar o estilo do menino no Instagram, o que gerou uma ótima repercussão nas redes sociais
A mãe dele lutou pelos direitos do filho (Foto: reprodução/ Instagram @faroukjames) 

Bonnie Miller é mãe de Farouk James, de 8 anos, que acabou sofrendo preconceito por causa dos cabelos compridos do menino. E, por isso, a mãe dele resolveu batalhar pelos direitos dele, e que acabou virando uma “celebridade” no Instagram. 

-Publicidade-

O menino de 8 anos já tem mais de 270 mil seguidores porque o público parece que amou o cabelo comprido e muito natural de Farouk. A mãe chegou a começar a pesquisar novas esolas que aceitassem o filho dela do jeito que ele é.

Ele sempre assumiu os cabelos do jeito que são (Foto: reprodução/ Instagram @faroukjames)

Ela ficou muito incomodada com o fato de a política do colégio não permitir que os meninos usassem cabelos compridos, mas as meninas sim! Por isso, decidiram procurar um lugar que não implicassem com a aparência de ninguém.

-Publicidade-

“O pai dele é de Gana tão culturalmente que sua família me disse para não cortar até os três anos”, explicou Bonnie. “Bem, isso fazia parte da coisa cultural, então eu concordei em não cortar o cabelo dele até que ele tenha três anos. Mas, obviamente, não esperávamos que ele crescesse tanto quanto cresceu e apenas continuou crescendo”, segundo o site Little Things.

(Foto: reprodução/ Instagram @faroukjames)

Apesar do acontecimento desagradável na escola que o menino estudava, ele não se reprimiu e continua adotando o estilo dos cabelos compridos, fazendo cada vez mais sucesso na rede social.

    -Publicidade-