Mãe cria livro infantil para explicar doença rara do filho e brinca com o lúdico e a gentileza

Raquel Dias escreveu “Vicente, o Dinossauro de um só dente” para trazer mensagens de autoconhecimento e positivas para Luca Toni, que antes de serem publicadas eram contadas antes de dormir

Resumo da Notícia

  • Raquel Dias escreveu "Vicente, o Dinossauro de um só dente" para trazer mensagens de autoconhecimento e positivas para Luca Toni, ajudando a explicar sobre a doença atípica rara dele.
  • Ela escolheu o animal favorito do filho, o dinossauro, para contar a história
  • A família hoje mora no Canadá e Luca tem acompanhamento com dentista, para ajudar a tratar os dentes por causa do doença.

Raquel Dias escreveu o livro infantil “Vicente, o Dinossauro de um só dente”, da Editora Matrescência, 2020, foi feito para explicar ao filho, Luca Toni, sobre a doença atípica rara com que nasceu. A mãe ficou preocupada como seria a vida dele e a tarefa desafiadora que viria e cheia de aprendizados, entre os desafios era ser didática com a criança sobre as dificuldades e decidiu tornar protagonista o animal favorito dele, o dinossauro. Ela contou a trajetória em entrevista a colunista Carol Bandeira, do jornal NSC Total.

-Publicidade-
(Foto: Reprodução/ Instagram/ @sou_raqueldias)

“Meu filho, Luca Toni, nasceu com uma condição genética rara chamada Displasia Ectodérmica Hipohidrótica Ligada ao X, que afeta o desenvolvimento da pele, glândulas de suor e de gordura, cabelos e dentes. Logo após o nascimento dele, não foi fácil lidar com a insegurança e as incertezas do futuro. Minha mente me enxergar apenas os piores cenários à frente: hospitalizações, experiências traumáticas, bullying na escola”, disse Raquel.

A mãe transformou a paixão do filho por dinossauros em uma história sobre autoconfiança e mensagens positivas, capazes de trazer esperança para o mundo das crianças. Para ajuda-la nessa tarefa, a ilustradora Clara Reschke (@ clarareschke.art) fez as artes da história, após 8 anos da criação da narrativa para Luca.

Segundo a colunista, Raquel, o Luca Toni e o marido vivem atualmente no Canadá. O filho ganhou um segundo dente aos 5 anos, mas segue acompanhamento com dentistas e tem se adaptado com próteses dentárias.

Como surgiu a história?

“O primeiro dentinho de Luca Toni nasceu quando ele tinha um pouco mais de 2 anos. Era um dente forte, grande e pontudo. Na época ele era fascinado por dinossauros (ele tinha uma coleção enorme e sabia o nome de todos!) E começou a dizer que o dente dele era igual a um dente de dinossauro. Foi inspirada na sua paixão por dinossauros que eu criei a história de Vicente, o Dinossauro de um só dente”, contou a mãe

“Eu escrevi a história deste pequeno dinossauro como uma forma de contar para o meu filho sobre sua própria condição, mais especificamente sobre o fato de que ele não teria iguais às outras crianças, já que a alteração no número e no formato dos dentes é uma das características mais marcantes de sua condição genética. Essa característica, que poderia ter sido encarada como uma limitação, se transformou em algo especial. A história de Vicente, contada tantas e tantas vezes na hora de dormir, contribuiu muito para o fortalecimento da autoestima e para a construção da autoimagem positiva do meu filho, que em momento algum se sente diminuído por sua raridade; pelo contrário, ele a transforma em algo maior, algo do tamanho de um dinossauro”, acrescentou ela.