Mãe decide por amputação da filha com doença rara e desabafa: “Faria tudo de novo”

A menina nasceu com uma doença rara

Freya nasceu com uma condição bem rara (Foto: Reprodução/Mirror)

A saúde dos filhos é sempre uma das maiores preocupações dos pais, ninguém quer ver os filhos sofrendo. Mas infelizmente uma família do Países de Gales, recebeu a triste notícia de que a filha nasceu sem os ossos das duas pernas. E o mais difícil, eles tinham que decidir se amputariam os membros de uma criança de dois anos.

-Publicidade-

Freya Gibbs nasceu com uma condição muito rara, que atinge uma a cada três milhões de crianças e isso fez com que a canela dela fosse constituída apenas de músculos. E por conta disso, a menina só mexia rastejando e apoiando todo o peso dos corpos nos joelhos.

Em entrevista ao jornal The Mirror, os pais da criança, Danielle e Michael, contaram que: “Amputar as pernas de Freya foi uma decisão horrível de ser tomada”, mas eles reforçaram que aquilo era necessário. “Ela estava tentando correr pela casa de joelhos e as pernas estavam ficando no seu caminho. As pernas eram apanhadas nas molduras das portas e ela caia sempre”, começam.

-Publicidade-

“Isso partiu meu coração. Nossa filha estava decidida a não deixar nada a atrapalhar, mas o seu corpo a decepcionava. Ele a estava segurando, então tomamos a decisão dolorosa de removê-las”.

A decisão

“Havia tratamento experimental disponível na América, envolvendo muitas cirurgias, mas não há garantias de que funcionaria. Acho que os médicos pensaram que teríamos dificuldade com a decisão, mas Michael e eu sabíamos que não poderíamos sentenciar nosso bebê a vida inteira a entrar e sair do hospital, sempre esperando a próxima cirurgia. A amputação não foi realizada até os 18 meses de idade”, explica.

Freya agora vai poder andar (Foto: Reprodução/Mirror)

Danielle conta que mesmo sabendo o que teria que fazer, ainda se sentia culpada. “Como ela (a cirurgia) se aproximava cada vez mais, mais eu me sentia mal ao pensar nisso. Mas, como Freya estava ficando mais velha e progredindo, pude ver todas as coisas que ela não podia fazer por causa das pernas e como elas a estavam segurando. Era uma mistura de terror e alívio que ela finalmente se libertasse delas”.

O pós 

Danielle e Michael não poderiam estar mais certos da decisão que tomaram. “Quando ela acordou após a operação, eu sabia que tínhamos feito a coisa certa. Agora ela tem as próteses, está emocionada porque é capaz de brincar lá fora, como sua irmã mais velha”.

“Ela sorri de orelha a orelha quando trazemos as próteses para ela para vestir de manhã. Ela já sabe que depois de colocar as pernas, pode sair para brincar. Tirar as pernas de Freya realmente lhe deu liberdade que ela nunca teria conhecido de outra maneira. Tomaríamos a mesma decisão novamente em um piscar de olhos”, encerra.

Agora ela pode brincar com a irmã sem preocupação (Foto: Reprodução/Mirror)

Leia também: 

Menina de 9 anos com prótese na perna arrasa em desfile na Fashion Week em NY

Bebê de 11 meses perde partes do corpo após infecção na garganta

Menina com perna amputada emociona com sua história em redes sociais

Fique por dentro do conteúdo do Youtube da Pais&Filhos:

 

-Publicidade-