Mãe descobre que a filha tem Síndrome de Down enquanto o marido estava no Exército: “Nunca esquecerei”

“Falei para ele que nossa filha não seria normal”

Hannah descobriu que a filha tinha Síndrome de Down quando o marido estava no Exército (Foto: Reprodução / Popsugar)

Hannah Lorain Seadschlag, de 26 anos, mãe de 2 filhos, sabia que enfrentaria alguns desafios enquanto seu marido Brian estava no Exército. Mas o que ela não esperava era que, ao dar à luz sua primeira filha, ela descobriria que ela nasceria com Síndrome de Down.

-Publicidade-

Infelizmente, Hannah teve uma gravidez de alto risco desde o início. “Eu sangrei por cerca de 10 semanas e tive problemas com a placenta”, disse ao PopSugar.

Hannah conta que ela fez alguns testes quando estava com 13 semanas para descobrir o sexo do bebê antes do marido ir embora, porque eles ficariam incomunicáveis por 8 meses e meio. “Com os resultados, veio o teste genético e deu positivo para a triagem de síndrome de Down. Eu disse que tinha chances do teste ter falhado por causa da minha placenta, porém, se eu quisesse confirmar, eu teria que fazer um exame de anatomia”.

-Publicidade-

Na época, Hannah optou por esperar até um exame de anatomia de 20 semanas, que seria feito um dia depois após seu marido ir embora. Então, os médicos encontraram problemas no coração do bebê e mandaram ela procurar um especialista.

“Ela tinha um buraco no coração e um dos ventrículos não estava se desenvolvendo”, conta Hannah. “Me disseram que, se ela tivesse síndrome de Down, as chances da gravidez ser bem sucedida eram pequenas. Os médicos tentaram me convencer a interromper minha gravidez por causa dessas condições de saúde. Uma semana depois, recebemos os resultados. Minha filha realmente tinha síndrome de Down”.

Na foto, Brian, Adeline, Hannah e a filha caçula (Foto: Reprodução / Popsugar)

Hannah compartilhou a notícia com o marido quando ele voltou para casa para o Natal. “Quando eu disse que ela tinha síndrome de Down, eu falei para ele que nossa filha não seria normal. Ele disse: nenhum de nós é normal. Ser normal é chato”.

Alguns meses depois, Hannah deu à luz Adaline. “O coração dela foi curado no útero e, além de alguns problemas menores ao nascer, fomos abençoados com uma menina saudável”, disse Hannah.

“Meu conselho para qualquer mãe que esteja em uma situação parecida é: permita sentir tudo. Chore quando precisar, peça ajuda quando precisar, se estiver com raiva, sinta isso”, ela diz. “A maternidade faz com que você sinta muitas coisas. Não reprima seus sentimentos. Não deixe o medo roubar sua alegria”.

Depois de um tempo, Brian conheceu a filha de 4 meses no aeroporto. “Foi um momento que jamais esquecerei”, Hannah conta.

Essa é Adaline com 3 anos de idade (Foto: Reprodução / Popsugar)

Atualmente, Adaline tem 3 anos e se tornou irmã mais velha. “Ela é muito gentil, carinhosa e amorosa. Ela ama a irmã”, diz Hannah. “Ser mãe de Adaline me motivou e me desafiou a defender pessoas e famílias de todas as formas”.

Leia também:

Mãe doa 28 milhões de dólares para pesquisas sobre Síndrome de Down

Super Chico: bebê com síndrome de Down faz sucesso fantasiado de herói nas redes sociais

20 fotos de crianças com Síndrome de Down que vão deixar seu dia mais feliz

    -Publicidade-