Mãe e filho têm a mesma condição rara no cabelo e história faz sucesso na internet

Daiane nasceu com piebaldismo e passou a mutação para o filho, Anthony

Daiane não sabia que tinha a condição por anos, ela foi a primeira da família a possuir essas características e o primeiro diagnóstico foi de vitiligo, já que há sintomas semelhantes ao piebaldismo. Depois, da descoberta do fenômeno, Daiana, acredita que o maior desafio em relação ao distúrbio foi o nascimento do filho.

“Mas sei que para mim, quando comparado ao que a minha mãe viveu comigo, se torna mais fácil, porque eu já conheço sobre o assunto. Além disso, o meu filho tem o meu exemplo como alguém que tem as mesmas características que ele”, contou ao jornal BBC News.

O maior medo dos pais é o preconceito que o menino pode encarar por causa das características físicas. “Quero que ele aprenda que, independente de qualquer coisa, sempre será tratado com o maior amor e carinho possível e que as pessoas devem amá-lo pelo que ele é, não pela aparência”, diz o pai da criança ao jornal.

PIEBALDISMO 

Piebaldismo se caracteriza pela ausência de células produtoras de pigmento em diversas áreas do corpo, resultando nas áreas brancas por falta de melanina. E há 50% de chances de filhos de pais com a mutação nascerem com a característica.