Criança

Mãe é proibida de almoçar em restaurante por causa do filho com autismo

Além do autismo, Preston, que tem 5 anos, foi diagnosticado com leucemia

Letícia Rafael

Letícia Rafael ,filha de Alcides e Eugênia

Preston é autista e, recentemente, foi diagnosticado com leucemia (Foto: Reprodução/The Daily Mail)

Não existem dúvidas sobre o sentimento ruim que é gerado quando você percebe que o seu filho não é bem vindo em determinado lugar. Bom, Rhiannon Dunn não só percebeu como foi informada por atendentes de um restaurante que o seu filho estava proibido de comer no estabelecimento por fazer muita bagunça.

Dunn levou o filho para um almoço com alguns amigos no restaurante The Greatfield, localizado Cheltenham, no Reino Unido. Assim que entraram no estabelecimento, a garçonete explicou que mãe e filho não poderiam permanecer no local por conta da última visita, a qual a criança sujou todo o salão com comida.

A família foi exposta no grupo de conversa dos funcionários do restaurante (Foto: Reprodução/The Daily Mail)

Além de ser autista, Preston de apenas 5 anos foi diagnosticado com leucemia e ainda está em tratamento. Por conta de sua condição, a criança tem dificuldades com sua coordenação motora, mas a mãe sempre se prontificou a organizar a sujeira que o filho deixasse.

“Ele é uma criança com deficiência. Ele é sensorial com a comida e brinca com ela, às vezes joga no chão. Ele não é capaz de se comunicar. Quando ele fez a bagunça, eu disse que iria limpar”, contou.

A família ficou muito constrangida com a situação, mas não esperava que os trabalhadores comentassem sobre eles em um grupo de mensagem. Os participantes da conversa zombavam e compartilhavam fotos da bagunça deixada no restaurante.

Por enquanto, os donos do estabelecimento ainda estão investigando, mas já se posicionaram em relação ao caso. “Conversamos com Rhiannon Dunn e pedimos desculpas por qualquer ofensa que tenha sido causada. Orgulhamo-nos de ser um pub simpático e acolhedor e não toleramos nenhum tipo de comportamento ofensivo. Estamos muito decepcionados por ela ter se sentido assim e está levando esse assunto a sério”, informaram à imprensa.

Leia também:

Garoto com autismo está entre os 3% melhores escoteiros dos EUA:”Há muitas coisas que ele pode fazer”

Mãe cria camiseta de conscientização sobre o autismo para ajudar seu filho: “Isso pode deixar ele mais confortável”

Mãe de menino autista faz apelo na web e ganha “Netflix personalizada” para o filho