Criança

Mãe encontra filho dormindo ao lado do peixinho morto: “Queria fazer carinho antes de dormir”

O menino ficou muito magoado

Rhaisa Trombini

Rhaisa Trombini ,Edileyne e Geraldo

(Foto: Reprodução/ Facebook)

A inocência de uma criança é a coisa mais linda do mundo! Everett tem 4 anos, mora na Georgia, e tinha um grande amigo, Nemo, um peixinho dourado. Ele era muito apegado ao bicho e gostava de fazer tudo com ele!

Porém, a mãe do menino, Tori Hamlin, se assustou ao ver o filho dormindo com Nemo na mão, morto por não estar no aquário. Ela acordou Everett para saber o que tinha acontecido e contar que o peixinho tinha morrido. “O peixe sempre esteve no quarto dele. Ele o amava muito”.

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Segundo Tori explicou em seu relato no Facebook, o filho tinha tirado Nemo do aquário para fazer carinho nele antes de dormir. “Eu fiquei chocada no começo, mas quando ele disse que queria apenas acariciá-lo eu pensei, oh meu deus, isso é tão triste. Eu não achei engraçado que ele tenha matado o amigo”.

Everett nunca tinha tentado fazer isso antes. Depois de colocá-lo para dormir, os pais foram para a sala assistir um filme. Eles ouviram um barulho no quarto, mas não ficaram muito preocupados. Quando Tori foi ao banheiro, aproveitou para checar o quarto do filho e notou um banquinho na frente do aquário que não costumava fica ali.

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Ela também notou que a tampa do aquária não estava lá e chamou o marido para dar uma olhado. Os dois notaram que o peixe não estava lá e só depois encontraram ele ao lado de Everett.

Eles explicaram para o menino que peixes não podiam viver fora d’água e mesmo magoado com a morte de Nemo, ele entendeu. “Tudo bem. Nós vamos comprar outro peixe e eu não vou tocá-lo. Só tenho permissão para tocar nos peixes quando vou pescar”, relatou a mãe no post do Facebook.

O menino tinha o peixe desde pequeno, mas agora já ganhou novos. “Everett tem que fazer coisas assim para aprender. Nem todo garoto ouve seus pais e aprende com isso. Às vezes eles têm que cometer erros para aprender com eles. Faz parte de ser mãe e do crescimento“, finalizou a Tori em seu texto.

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Leia também:

Estudo prova que conviver com animais de estimação faz bem para a saúde do seu bebê

Tá sabendo? Após separação, a guarda de animais de estimação poderá ser igual a dos filhos

Sem espirros: Conheça animais de estimação para crianças alérgicas