Criança

Mãe escreve texto emocionante sobre filho com autismo

"Fui à luta e consegui trazê-lo de volta à sociedade, consegui intregrá-lo"; veja relato na íntegra

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

AUTISMO

Confira depoimento da sogra da nossa blogueira, Clarice Dubin, quando recebeu o diagnóstico que seu filho era autista.

Por Dalva Tabachi

“Passado os primeiros momentos da revelação, a pessoa não tem outro jeito a não ser correr atrás de resolver o problema, e foi assim que fiz quando soube que tinha um filho diferente. Tratei dele sem saber o que ele tinha, sem diagnóstico e informação.
Sem falar até os 5 anos, pulando e se mordendo, fui à luta e consegui trazê-lo de volta à sociedade, consegui intregrá-lo.
Hoje através da minha página no facebook, trabalho falando sobre estimulação, como lutar e nunca desistir de tratar dos seus filhos.

Quando ele ficou adulto, uma neurologista me disse: “Seu filho é autista”. Aí eu já nem queria mais saber o que ele tinha.
Sempre digo, fiquem atentos as suas crianças, porque nem sempre a gente percebe ou quer aceitar que temos um filho Autista. Há caso que a pessoa esconde da família , amigos e do mundo.

Nunca escondi o Ricardo, muitas mães tentam esconder, para não expor a criança. Como defesa, é a primeira coisa que falo, que tenho um autista super bem, que faz natação no Master do Flamengo, toca violão e tamborim e adora escutar música aos domingos.

A minha sorte foi ter tido mais 3 filhos, todos menores do que ele . E o ajudaram muito, chamando o irmão para as brincadeiras, pois não entendiam que ele não sabia brincar.
São muitos os problemas que afetam as crianças, por essa razão temos que ficar atentos a tudo, e prestar bastante atenção sempre.

Eu quando adulta, fui diagnosticada, com THDA , quando eu era pequena tinha dificuldade em me concentrar. Ha também as crianças quietas, muitas vezes são tímidas, e assim crescem sem se relacionarem com outras pessoas. Conversando com uma Psiquiatra, ouvi dela que o tímido sofre muito. São muitos os relatos de mães que ouço, mães de crianças autistas.
Ler é muito bom, nos dá uma idéia de como as pessoas pensam, “Mundo Singular, de Dra. Ana Beatriz Barbosa”, é um livro sobre Autismo, ele explica muito coisa e ajuda as mães, sempre indico.”

**Dalva Tabachi Tenenbaum é mãe de 4 filhos, comerciante e autora de dois livros, “Mãe me ensina a conversar” e “Mãe eu tenho direito”, publicados pela Editora Rocco. Texto publicado no blog Sisters&Mommies. 

Leia também:

Marcos Mion: “É muito importante para uma criança autista ter um irmão”

Emocionante! Um texto de Suzana Gullo para conscientização do autismo

Pai se surpreende com atitude de policiais com filha autista