Mãe faz alerta após filho ter queimadura solar mesmo usando protetor: “Doloroso demais”

Às vezes o cuidado tem que ser redobrado

Rhys estava usando protetor, mas não foi suficiente (Foto: Reprodução/ Daily Mail)

Uma mãe está alertando outros pais sobre os perigos das crianças ficarem expostas no sol por muito temo, depois que o filho ficou com queimaduras e bolhas, mesmo estanto com protetor solar fator 50.

-Publicidade-

Ffion Haf Roberts, mora no Reino Unido e afirma que seu filho estava precisando de tratamento hospitalar para queimaduras solares, embora tivesse com o protetor solar Banana Boat. O menino, Rhys Armon Williams, estava coberto de bolhas de queimaduras.

O garoto estava brincando no jardim e em uma piscina infantil com os irmãos no sol, no dia 23 de julho, quando o incidente ocorreu. Roberts diz que levou o filho ao hospital para tratamento depois que a pele começou a empolar no dia seguinte e a dor se tornou insuportável.

-Publicidade-

“Eu estava usando o fator 50 e também dizia que era resistente à água“, disse ela. “Eu notei que ele estava um pouco vermelho no final do dia, mas no dia seguinte ele acordou com pequenas bolhas que gradualmente pioraram”, contou ao Daily Mail.

O menino estava brincando na piscina (Foto: Reprodução/ Daily Mail)

A mãe levou o menino ao médico e o especialista disse para colocar um pano gelado nele, mas às 7 da noite ele não estava melhor. “Então eu liguei fora do horário e eles me disseram para levá-lo direto para a emergência. “Ele já queimou ao sol antes, e é por isso que eu sempre o lambuzo protetor solar nele e repasso a cada hora”, contou a mãe.

A Edgewell Personal Care (EPS), que produtos os produtos da Banana Boat, disse que eles fornecem proteção UVA e UVB segura e eficaz quando usados ​​conforme indicado no rótulo e com outras medidas de proteção solar, conforme necessário.

“Todos os nossos produtos para cuidados com o sol passam por testes rigorosos para garantir que sejam devidamente rotulados e cumpram todos os regulamentos relevantes do órgão governamental local”, disse um porta-voz da EPS. Desde o comunicado, Roberts, fez uma queixa ao EPS, mas diz que está “desapontada” por não terem feito um pedido de desculpas.

Eles acrescentaram: ‘Nada é mais importante para nós do que o bem-estar das pessoas que usam nossos produtos.

Como lidar com as queimaduras do sol? Nosso pediatra tira as suas dúvidas

O verão está aí para a alegria das famílias! Locais agradáveis como cubes, casas de campo e de praia, costumam ser escolhidos para momentos de lazer e diversão. No entanto, os pais devem estar atentos às possíveis queimaduras, que costumam ser comuns nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro.

Para diminuir o risco, nada melhor do que a prevenção. Sabe-se que, além das queimaduras, a exposição prolongada à luz solar pode trazer problemas dermatológicos futuros, especialmente nos casos de pele muito clara e sensível.

Manchas
Passei protetor solar FPS 60 na minha filha e, ainda na praia, vi uma mancha escura nas costas dela. Já faz mais de uma semana e ainda não
saiu. Pode ser algo perigoso?

As manchas escuras podem estar relacionadas ao contato da luz solar com componentes das frutas cítricas, como limão e laranja. Normalmente, a pele fica mais escura e avermelhada, pois a queimadura pode ser de forte intensidade. Os pais costumam associar à marca do maiô, mas na verdade é do contato com a fruta.

Proteção
Minha bebê tem quatro meses e é muito clarinha. Qualquer coisa a pele já irrita. Quais cuidados devo tomar? Que tipo de protetor usar?

Rosana Samy, mãe de Sarah

Recomendo que os pais exponham a pele dos seus filhos à luz solar antes das 10h ou depois das 16h, dependendo da temperatura e da época do ano. Recomendo o uso de protetores infantis, mais neutros e menos perfumados, com FPS 30 ou mais. É importante aplicar na pele a cada 2 ou 3 horas e depois de entrar na água.

Cuidado Geral

Além do filtro solar e roupas com proteção UV, existe algo a mais que devo me atentar durante a exposição ao sol do meu filho de 3 anos, que tem dermatite atópica? 
Ana Boss, mãe de Arthur

Tanto o filtro solar, quanto as roupas com proteção UV são de grande utilidade. Mas os pais devem ficar atentos a queimaduras em algumas áreas expostas. Para isto, os chapéus de aba larga  ajudam muito. Com relação às crianças com dermatite de contato, recomendo que os pais usem produtos orgânicos ou hipoalergênicos, vendidos em lojas especializadas.

Passou do ponto
Meu filho tem 3 anos e 10 meses e gostaria de saber o que devemos usar se houver queimadura de sol e a pele estiver bem vermelha e ardendo?
Janaína Florio, mãe de Luca

Nos casos de queimaduras mais leves devem ser feitas compressas com água  fria. Além disto, podem ser utilizados o óleo mineral ou a vaselina líquida para hidratar. Outros produtos,  como a pasta d’agua, podem ser utilizados, mas sob orientação médica. Na dúvida, passe o protetor solar em quantidades generosas a cada 2 ou 3 horas.

Leia também: 

Por que os recém-nascidos precisam de banho de sol?

Óculos de sol só é recomendado a partir dos 10 anos

Veja 7 dicas de cuidados com as crianças no verão

 

-Publicidade-