Mãe faz apelo após filho de 6 anos sofrer racismo dos colegas: “Crianças fazem o que aprendem em casa”

Bruna Sales, de 24 anos de idade, é mãe de Christopher – que está sofrendo bullying dos colegas de sala dentro do ônibus escolar por causa da cor de sua pele e seu cabelo crespo

Resumo da Notícia

  • Uma mãe decidiu fazer um apelo nas redes sociais após o filho de apenas 6 anos de idade sofrer racismo no ônibus escolar
  • Bruna Sales, de 24 anos, é mãe de Chirstopher
  • O menino está sofrendo bullying dos colegas por causa da cor de sua pele e do seu cabelo crespo

Um menino de apenas 6 anos de idade sofreu racismo no ônibus escolar. Bruna Sales, de 24 anos de idade, é mãe de Christopher e, diante da situação, decidiu publicar um apelo nas redes sociais sobre a situação enfrentada pelo filho.

-Publicidade-

“Estou aqui para mostra pra vocês meu filho de 6 anos, que novamente está sofrendo racismo no transporte escolar”, começou ela, na legenda de um post publicado no Instagram. “Estão puxando o cabelo dele, falando pra ninguém sentar do lado dele porque ele tem doença, só porque a pele dele é mais escurinha”.

Bruna publicou um apelo no Instagram
Bruna publicou um apelo no Instagram (Foto: Reprodução/ Instagram)

Diante da situação, a mãe pede para que adultos eduquem os filhos sobre esse tipo de comportamento desde cedo. “Por favor, senhores pais, ensinem seus filhos que isso é feio, porque as crianças só fazem na rua o que aprendem em casa”.

O apelo é acompanhado de um vídeo de Christopher chorando em casa, vestindo o uniforme da escola que frequenta em São Paulo. No meio dele, Bruna ainda ressalta, com a voz embargada: Olha pra mãe, não chora, não tem doença, ninguém vai puxar mais seu cabelo, tá? Você é lindo”. O caso aconteceu na última quarta-feira, 1 de dezembro.