Mãe faz desabafo após irmã pedir de volta filha que ela adotou há 11 anos

Ela deseja a criança de volta depois após casamento com marido estéril

Resumo da Notícia

  • Mãe desabafa ter adotado a filha indesejada da irmã e depois de 11 anos ela quer a criança de volta.
  • A irmã ameaçou colocar um processo se a mãe não devolver a filha.
  • A mãe se casou com o pai biológico da criança.
  • Os nomes não foram revelados e a mensagem foi publicada de forma anônima em rede social.

A mãe, de 36 anos, desabafou que a irmã deseja a filha que foi adotado por ela de volta, após 11 anos. Ela não pode ter filhos e ficou feliz em poder ter um depois da irmã ter ficado grávida de um bebê indesejado, quando estava com 18 anos. Essa história foi publicada de maneira anônima, sem o nome das envolvidas, na rede social Reddit.

-Publicidade-
(Foto: Getty Images)

“Minha irmã, N, engravidou aos 18 anos. Eu sou infértil e sabia que não poderia ter filhos, então, quando N disse que estava dando seu filho para adoção, decidi ser sua mãe. Para se ter uma ideia, N engravidou de um caso de uma noite e ela aparentemente não se lembrava ou conhecia o pai na hora do nascimento”, disse ela na rede social.

A irmã deseja a filha de volta depois de 11 anos, se a mãe não cumprir, ameaçou entrar com uma ação legal na justiça. Porém, a situação se complica ainda mais, pois a mãe se casou com o pai biológico do bebê, que teve um caso com a irmã.

“Quando (minha filha) V tinha dois anos, um homem, T, me enviou uma mensagem nas redes sociais dizendo ser o pai do meu filho. N o encontrou em um clube e confessou bêbada a gravidez. Nós nos encontramos, ele se apegou a sua filha e, bem, aquele homem agora é meu marido há sete anos”, contou a mãe.

A mãe contou que deixa a irmã ter convivência com a criança, a apresentando para a filha como uma tia. Entretanto, ela exige de volta a pequena de qualquer jeito e recebeu uma recusa por parte da mãe.

“Voltando para minha irmã, ela me ligou ontem. Embora eu tenha ficado surpreso com a ligação dela, eu atendi. Conversamos um pouco, então ela disse que tinha acabado de se casar há um ano e os dois queriam filhos, mas não podiam porque seu marido era infértil, mas realmente queria filhos”, acrescentou ela.

Em resposta a negativa, a irmã disse para os pais das duas que a mãe adotiva da filha não estava a deixando ver a criança e eles não quiseram ouvir a verdade. Ela está magoada, pois as duas eram muito próximas.

“T disse que de jeito nenhum ele deixaria minha irmã ficar (a criança) em tempo integral e eu concordo, mas quero saber se sou a idiota por ser muito dura e contar a ela sobre T, pois N nunca quis filhos e sinto que a única razão pela qual ela quer V agora é porque o marido quer filhos. Não sei, mas acho que é isso e T concorda. ”, conclui ela.

As pessoas que leram a história da mãe concordaram que a irmã está fora da linha e acharam um absurdo ela querer a filha depois de 11 anos, porque se casou.