Mãe pede “piedade” para quem sequestrou o filho de 2 anos e conta como tudo aconteceu

Erlon Gabriel Dias Costa estava brincando na frente de casa quando um carro passou pela rua e a criança desapareceu. A polícia ainda está investigando o caso

Resumo da Notícia

  • Uma criança desapareceu enquanto brincava em casa
  • Maria Dias acredita que o filho foi sequestrado
  • A polícia ainda está em busca do paradeiro da criança
  • O caso aconteceu em Manaus
Erlon estava brincando em frente de casa quando desapareceu (Foto: Getty Images)

No última quinta-feira, 6 de fevereiro, uma criança de 2 anos desapareceu enquanto brincava no pátio de casa, no bairro Tarumã-Açu, Zona Oeste de Manaus. Maria Dias é a mãe de uma menina de 12 anos, e de Erlon Gabriel Dias Costa, que ainda está desaparecido. Ela contou que o filho estava brincando em frente de casa quando o crime aconteceu.

-Publicidade-

De acordo com o site Surgiu, a mãe disse em entrevista que um carro preto passou pela rua e foi até o fim, e quando deu o retorno a criança e o carro já não estavam mais lá. “Já realizamos buscas nas redondezas, entramos em área de mata, já fui em delegacia. Os bombeiros também realizaram buscas. Eu tenho certeza que meu filho foi sequestrado”, disse ela.

A delegada do caso, Joyce Coelho, está investigando o sequestro do menino e busca informações de pessoas que possam ter visto Erlon pela região. 

-Publicidade-
  • Menina escapa de sequestro usando “código secreto”
É sempre um alívio ler uma notícia sobre uma criança que escapou de um sequestro. Na maioria das vezes, isso acontece por pura sorte. Porém, uma menina de 10 anos escapou de uma tentativa de sequestro utilizando um truque simples e que deveria ser adotado por todas as famílias.

De acordo com o Gabinete do Condado de Pinal, no Arizona, a menina estava com um amigo em um parque quando um homem em uma carro branco parou ao lado deles. Ele teria dito à ela que seus irmãos tinham sofrido um acidente e ela precisava vir com ele. A menina perguntou ao homem qual era a “palavra-código”, fazendo-o ficar sem respostas e ir embora.

Em um comunicado, o xerife parabenizou os pais da criança por conversarem com ela sobre o perigo que um estranho pode causar. “Esperamos que isso encoraje os pais a criarem esse tipo de estratégia com seus filhos, para que eles saibam o que fazer nessas situações”, ele declarou.

mãe, Brenda James, disse que leu recentemente sobre a importância de um “código familiar” e que a medida foi adotada pela família há poucos meses. “Desta vez, salvou a vida da minha filha”, disse.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-