Mãe pega professores falando mal da filha com deficiência durante live: “Senti todas as emoções”

Becky Wardiell desabafou sobre a atitude de funcionários da escola contra Willow Musgrave, que possui trasqueotomia

Resumo da Notícia

  • Uma mãe expôs os professores da escola da filha
  • Ela mostrou que eles estavam rindo da menina em uma live
  • A garota tem um deficiência e precisa de uma traqueostomia

Uma mãe compartilhou a triste história de 3 professores que estavam rindo sobre as deficiências da filha dela, de 6 anos, enquanto conversavam sem saber que estavam sendo gravados em no Facebook Live. Os funcionários estavam falando sobre Willow Musgrave, que tem uma traqueostomia na garganta para ajudá-la a respirar, e uma alegou que o tubo médico “os fez sentirem mal”, enquanto outro disse que “parecia realmente horrível”.

-Publicidade-
Willow tem traqueostomia desde o nascimento
Willow tem traqueostomia desde o nascimento (Foto: Reprodução / The Mirror)

Willow precisou de uma traqueostomia pois nasceu prematura de 16 semanas, possuindo necessidades de saúde complexas que exigem cuidados 24/7. Sem saber que estavam em Live, a conversa foi transmitida e assistida por mais de 12 mil pessoas. No clipe, eles reclamam que os professores tem que fornecer suporte médico para as crianças. Um deles, que ajuda na traqueostomia as vezes, disse: “Me dá enjôo. Não pude fazer isso.” Outro afirmou: “Não gosto nem de olhar para aquilo”.

Becky Wardiell, é a mãe de Willow e está entrando com uma ação legal contra  Escola Primária St Andrew’s Cofe em Kettering. Os 3 funcionários não voltaram à escola, que está investigando os comentários. . Becky, que tem quatro filhos, desabafou: “Willow não consegue se defender. Não é culpa dela que ela fez uma traqueostomia. É uma situação de vida ou morte para ela.

Becky continuou refletindo sobre a atitude dos professores. “A escola incute valores diferentes da semana em nossos filhos. Mas eles têm professores que falam assim sobre uma criança com deficiência, que valores isso mostra? Minha amiga viu no Facebook e ficou tão indignada que me enviou o link. Fiquei tão chocado e zangado. Acho que senti todas as emoções”, contou.

Willow ama posar para fotos
Willow ama posar para fotos (Foto: Reprodução / The Mirror)

Pronunciamento da escola

A escola faz parte da Peterborough Diocese Academy Trust. O porta-voz fez um pronunciamento sobre o caso: “Nossa escola tem uma comunidade muito forte. Celebramos nossos sucessos coletivamente e, quando acontece algo que não atende aos altos padrões que estabelecemos para nós mesmos, lidamos com essas questões da forma mais aberta e transparente possível”.

“Durante o fim de semana, três membros da equipe, que estavam juntos se preparando para uma viagem escolar, parecem ter compartilhado acidentalmente uma breve parte de sua conversa através do Facebook Live. Enquanto conversavam sobre o planejamento, eles discutiram como os professores são solicitados a fornecer suporte médico aos jovens”, continou.

“Ao fazer isso, eles também mencionaram um caso particular em nossa escola. Todas as crianças que podemos apoiar de uma perspectiva educacional, de saúde e bem-estar são muito bem-vindas em nossa comunidade – independentemente de quaisquer desafios que possam enfrentar”, afirmou, demonstrando apoio às crianças

Ele finalizou pedindo desculpas. “É claro que há elementos dessa conversa que não deveriam ter ocorrido, e o fato de que a discussão foi acidentalmente compartilhada com um público mais amplo também é profundamente lamentável. Pedimos desculpas à família em questão e trataremos disso com mais profundidade com os membros da equipe em questão. Também veremos que treinamento adicional podemos fornecer para ajudar a resolver quaisquer barreiras sobre o atendimento das necessidades médicas de nossos alunos”.

Justiça

Se remover o tubo de Willow por mais de 15 minutos, ela pode morrer. “Para três adultos ficarem lá e falarem sobre Willow assim, é desagradável. Willow é a menina mais bonita e mais feliz. As pessoas que estão em uma posição de cuidar de crianças não deveriam falar dela desse jeito só porque ela é deficiente”, disse a mãe.

Becky levou seu caso para a justiça. Adam Cresswell, que está representando a família, disse: “Eu aceito plenamente que claramente nunca foi a intenção de tais pontos de vista cruéis serem compartilhados nas redes sociais, mas o fato é que eles foram. O que mais preocupa é o tom da conversa entre o corpo docente, que só pode ser descrito como incrivelmente feio e um pouco cruel”

“Em poucas horas, o vídeo da conversa dos professores foi compartilhado por mais de 10.000 pessoas, mas é bom ver tantos acessando as redes sociais para defender Willow, que luta com necessidades físicas e de aprendizagem adicionais diariamente, mas ainda assim é um dos as crianças mais felizes que você poderia conhecer”, finalizou Adam.