Mãe se revolta com resultado de corte de cabelo do filho e registra BO contra salão

Thielly Souza, mãe de Theo, registrou um boletim de ocorrência contra o salão de beleza que cortou o cabelo do filho dela, pois não realizaram o corte que ela havia pedido e o menino não gostou do resultado

Resumo da Notícia

  • Uma influenciadora digital registrou um boletim de ocorrência contra um salão de beleza
  • Thielly Souza, mãe de Theo, pediu um corte de cabelo para o filho no salão mas o resultado não saiu como esperado
  • A mãe viralizou nas redes sociais mostrando a expectativa vs a realidade do corte de cabelo do Theo

Uma influenciadora digital registrou um boletim de ocorrência contra um salão de beleza, após pedir um corte de cabelo para o filho, de 5 anos, e o resultado não sair como o esperado. Thielly Souza viralizou nas redes sociais mostrando a expectativa vs a realidade do corte de cabelo do Theo.

-Publicidade-

O vídeo acumulou mais de 15 milhões de visualizações, e a mãe se revoltou com o resultado, pois o filho também não gostou do corte. Em entrevista exclusiva com o portal do G1, Thielly contou que prestou queixa contra o salão de beleza na delegacia de Porto Alegre.

A mãe mostrou o exemplo que queria para o cabelo do filho, mas o resultado não foi o esperado
A mãe mostrou o exemplo que queria para o cabelo do filho, mas o resultado não foi o esperado (Foto: Reprodução/TikTok)

“Estragou a imagem do meu filho, a autoestima dele. Ele ficou abalado, dizendo que ficou muito feio”, disse a mãe. Thielly registrou um boletim de ocorrência contra o estabelecimento na quarta à noite O menino não cortava o cabelo há quase quatro anos. Segundo a mãe, o cabeleireiro, enquanto fazia o corte, pedia para ela ficar calma.

“Ele só dizia ‘calma, mãe, eu sei que eu estou fazendo’. Assim que terminou o corte, o meu filho disse que não queria aquela franja”, conta Thielly. A influenciadora disse que não recebeu nota fiscal e que não conseguiu conversar com o gerente do estabelecimento. O estabelecimento não teria aceitado o pagamento do serviço. Ela afirmou que pretende abrir um processo no Juizado Especial Cível, pedindo indenização por danos morais.