Criança

Mãe tem licença-maternidade negada para cuidar de filha e pai pede: “Por favor, nos ajudem”

A bebê tem síndrome de down e por conta disso, precisará passar por uma cirurgia no coração

Ingrid Campiteli

Ingrid Campiteli ,filha de Sandra e Paulo

(Foto: Reprodução / G1)

Jackeline Ferreira Batista é mãe de uma bebê, de quatro meses, que foi diagnosticada com síndrome de down e precisará passar por uma cirurgia no coração por conta da doença. Por isso, a mulher, que trabalha como professora da rede estadual de ensino, precisou entrar com pedido de licença médica para cuidar da filha, mas foi negado.

Segundo o G1, a mulher realiza as mesmas funções que os professores, mas por se da chamada categoria ‘O’, ela em menos direitos e, não pode requerer esse tipo de licença por ser professora temporária. A licença normal dela se encerrou no dia 17 de agosto

A mulher levou a filha a uma consulta com um médico cardiologista e afirmou que os exames mostram que a bebê tem Tetralogia de Fallot, doença rara que complica a saída do sangue de dentro do coração para as artérias do pulmão. Por a bebê ter síndrome de down, o médico fez um pedido de licença médica de 60 dias para a mãe cuidar da bebê até a cirurgia.

(Foto: Reprodução / Facebook)

Por isso, a professora foi até a escola para avisar a direção e, no dia seguinte, recebeu a resposta de que não poderia por conta da categoria, e o Estado negou o pedido. “No dia 3 de agosto, a secretária da escola me ligou dizendo que era para eu voltar para a sala de aula imediatamente, que já estava contando como falta e que o requerimento não foi aceito”, disse.

O marido da mulher fez um desabafo nas redes sociais explicando toda a situação, com isso a professora comentou para o G1. “Eu fiz o desabafo para mostrar o que o governo faz conosco. Eu não posso deixar minha filha com qualquer pessoa. Ela não pode pegar nenhuma bactéria, é uma cirurgia de peito aberto. Não é uma cirurgia simples”, contou. Confira o desabafo o pai abaixo:

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos: