Manchas vermelhas na pele: veja 8 doenças que têm esse sintoma

As manchas vermelhas na pele do seu filho podem significar várias coisas. Listamos as principais doenças que têm esse sintoma em comum – mas, antes de iniciar qualquer tratamento, não esqueça de consultar um médico

Resumo da Notícia

  • As manchas vermelhas na pele do seu filho podem significar várias coisas
  • Listamos as principais doenças que têm esse sintoma em comum
  • Antes de iniciar qualquer tratamento, não esqueça de consultar um médico

As manchas vermelhas na pele do seu filho podem indicar vários problemas. Esse sintoma, muito comum em alergias alimentares e assaduras, também podem apontar para outras doenças de pele ou questões de saúde, como catapora, sarampo e até psoríase.

-Publicidade-

Para entender o que realmente está acontecendo, é importante procurar um médico que entenda sobre o assunto – um pediatra e um dermatologista são os profissionais que farão o diagnóstico certo e passarão qual é o tratamento mais indicado para cuidar daquele problema. Veja a seguir as principais doenças com manchas vermelhas na pele como sintoma:

Alergia alimentar

A alergia alimentar é um mecanismo de defesa do corpo quando o organismo entra em contato com um alimento, ou substância que gera sensibilidade. Os principais sintomas são manchas vermelhas na pele, coceira, náuseas, vômitos e diarreia. Já os alimentos que costumam causar alergias são: leite de vaca, amendoim e trigo.

-Publicidade-

O tratamento consiste em eliminar da alimentação aquela substância que está causando a alergia e, em alguns casos, investir em uma imunoterapia. Veja mais sobre o problema e como tratar.

Assadura

As assaduras são uma reação inflamatória do contato da pele do bebê com outro agente. Como a pele do bebê é muito sensível, acaba se inflamando quando entra em contato com cocô, xixi, suor ou até mesmo um fungo, o sapinho. Quando a criança está com assaduras, é comum surgir vermelhidão, bolinhas, inchaço e até descamação no bumbum, na virilha e em regiões mais quentes e com dobrinhas.

O tratamento é simples: troque com frequência as fraldas do seu filho, higienize a pele do bebê com os produtos adequados para os recém-nascidos e hidrate bem a região, usando pomadas antiassaduras. Entenda mais sobre assaduras e como tratar o problema.

Brotoeja

Comum em bebês e recém-nascidos, brotoejas são pequenos inchaços vermelhos, rodeados de vermelhidão em volta da pele. Geralmente ocorrem em partes vestidas do corpo, como axilas, no abdômen e na virilha e também podem aparecer no pescoço, ombros e peitos do bebê, acompanhadas de coceira. 

É possível evitar esse problema resfriando o quarto do seu filho e refrescando ele. O tratamento é feito com pomadas, como loção de calamina e creme de hidrocortisona – que devem ser usadas apenas com a aprovação do pediatra do bebê. Entenda mais sobre brotoejas e o que fazer quando elas aparecerem

Catapora

Também conhecida como varicela, a catapora é uma doença infecciosa viral e altamente contagiosa causada pelo vírus Varicella-zóster. Seus sintomas são pequenas bolhas, manchas e crostas vermelhas e pode ser transmitida de uma pessoa para outra através do contato com o líquido das erupções cutâneas, pela tosse, espirro, saliva ou por objetos contaminados pelo vírus.

Para tratar a catapora, são utilizados medicamentos específicos recomendados pelo médico para aliviar a coceira, a dor de cabeça e diminuir a febre. Os cuidados de higiene são muito importantes e devem ser feitos apenas com água e sabão. A principal forma de evitar a doença é com a vacinação. Veja mais sobre a catapora e como cuidar do seu filho.

Dermatite atópica

A dermatite atópica é uma condição crônica e não contagiosa que deixa a pele seca e inflamada e geralmente aparece nos primeiros anos de vida da criança. Pode ser causada por diversos fatores, como herança genética, alterações estruturais e funcionais da pele e do sistema imunológico, além de fatores ambientais e psicológicos.

O tratamento consiste no controle da doença a longo prazo, através do uso de medicação correta e das medidas de prevenção, como evitar os fatores desencadeantes e hidratação da pele. Veja mais sobre o tratamento dessa condição.

Dermatite de contato

Também conhecida como eczema, a dermatite de contato é uma inflamação na pele que surge a partir do momento que entramos em contato com uma substância que causa irritação ou alergia. Ela pode aparecer em pessoas de todas as idades e costuma ser um problema comum.

O tratamento principal é identificar o que está causando a reação alérgica e retirar/substituir esse produto, substância ou medicamento por outros. Além disso, é importante recuperar a pele que está lesionada através do uso de cremes hidratantes e pomadas. Veja mais sobre o tratamento da dermatite de contato

Psoríase

A psoríase é uma doença crônica não contagiosa, que pode aparecer por todo o corpo, principalmente a pele, joelhos, cotovelos, mãos, pés, unhas e couro cabeludo. Ela causa manchas vermelhas e descamação, e o aspecto pode trazer impactos psicossociais na criança.

A psoríase causa manchas vermelhas e descamações na pele (Foto: Getty Images)

Em casos mais leves, a doença é tratada com hidratação da pele e pomada na região machucada. Nos mais graves, existe um tratamento feito com luz ultravioleta que deve ser recomendada pelo médico. Entenda mais sobre a psoríase e como cuidar do problema.

Roséola infantil

Também conhecida como exantema súbito, a doença contagiosa acontece principalmente com bebês e crianças entre seis meses e dois anos de idade, e pode ser confundida com sarampo. É uma doença transmitida pelo vírus herpes 6, considerada de evolução benigna, muito comum na primavera e no outono.

As manchas avermelhadas vêm acompanhadas de febre, não coçam e não causam dor. Para o tratamento, o médico pode receitar medicamentos antitérmicos, para tratar os sintomas da febre, além da recomendação de ingestão de líquidos para a hidratação, repouso e manter a criança com roséola próxima de outras devido a causa viral. Veja mais sobre roséola infantil e como tratar.

Síndrome Inflamatória Multissistêmica

Associada à covid-19, é uma nova situação clínica que consiste em uma intensa inflamação em vários sistemas do corpo e dos vasos sanguíneos, causando vazamento de líquidos e quadro de choque devido ao acúmulo nos pulmões, coração, rins e outros órgãos e diminuição da pressão arterial.

Os principais sintomas da doença têm relação com o sistema digestório, mas podem aparecer sintomas respiratórios, erupções e inflamações na pele, sangue, coração e veias, febre alta e persistente, cefaleia, confusão mental, inchaço nas mãos e pés. O tratamento é principal utilizado contra esta doença tem sido medicamentos imunossupressores e anti-inflamatórios, que ajudam principalmente nos casos de detecção precoce. Entenda mais sobre a doença e o tratamento.

Urticária

A urticária é uma reação alérgica que se manifesta na pele através de lesões avermelhadas e inchadas que coçam, além de trazer sensação de queimação e dor no local da mancha em alguns casos. Essas lesões duram algumas horas e desaparecem dentro de um período de 24h, mas podem voltar no dia seguinte e persistir por vários dias na pele.

O tratamento depende do tipo de urticária que o paciente tem e consiste em um conjunto de medidas. Após a investigação médica, as causas e agentes físicos identificados devem ser evitados e controlados no dia a dia. Em relação aos medicamentos, os antialérgicos costumam ser a primeira escolha para os sintomas da urticária

Consultoria: Dr. Claudio Len, pediatra, colunista da Pais&Filhos e pai de Fernando, Beatriz e Silvia; dra. Maria Paula Del Nero, dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia; dr. Paulo Telles, pediatra pela Sociedade Brasileira de Pediatria.