Criança

Manifestantes cantam “Baby Shark” para acalmar menino em protesto e vídeo faz o maior sucesso

Ele estava com medo por causa da movimentação e do barulho fora do carro

Cinthia Jardim

Cinthia Jardim ,filha de Luzinete e Marco

Eles cantaram e dançaram para acalmar o menino (Foto: reprodução / YouTube)

Durante manifestações no Líbano, uma criança, que estava no carro com a mãe, Eliane Jabbour, estava com medo por causa do barulho e de toda movimentação do lado de fora do veículo. O menino estava visivelmente apavorado com a situação, então os manifestantes resolveram acalmar o pequeno cantando para ele a canção “Baby Shark“.

Assim que a criança começou a ouvir a música, ele foi ficando mais tranquilo e aos poucos parou de chorar. A cena viralizou e o vídeo, que foi publicado no Twitter no último sábado, 19 de outubro, já tem quase 13 mil curtidas e 554 mil visualizações.

Assista abaixo:

“Baby Shark” é um clássico para deixar as crianças mais calmas

Na terça-feira, 10 de setembro, uma equipe de policiais realizou um gesto que arrancou suspiros na internet. Daniel Nahin Ramos Moreira, de 2 anos e 1 mês, é autista e precisou visitar o Instituto de Identificação de Goiás para recolher as digitais para a carteira de identidade.

No vídeo, é possível ver os policiais dançando e cantando “Baby Shark” para deixar o garoto mais confortável. A mãe, Lorena Ramos Ferreira, de 35 anos, ficou admirada com a atitude e explicou que o filho tem restrição ao toque. Antes de sair de casa ela teve dúvidas se conseguiria que realizassem o registro. Para assistir ao vídeo, clique aqui.

Os policiais deixaram o menino mais tranquilo enquanto tiravam as digitais dele (Foto: reprodução / vídeo G1)

“Fiquei imensamente surpresa com a atenção prestada a nós por parte dos policiais civis. Foi uma abordagem tão tranquila, com total atenção e paciência que cedeu a barreira entre eles e a criança”, contou a mãe ao portal do G1. Daniel foi diagnosticado com autismo aos 18 meses de idade e Lorena explicou mais sobre o caso do filho: “Ele não fala, tem dificuldade de desenvolvimento pessoal, várias estereotipias e dificuldade de socialização. Ele se enquadra no nível 2 moderado. Não gosta de ser tocado, principalmente por pessoas desconhecidas”.

Um dos policiais contou sobre Daniel em entrevista ao site: “Sempre que a gente recebe uma criança que merece uma atenção especial, a gente pergunta para a família do que eles gostam. A mãe do Daniel disse que ele gosta do ‘Baby Shark‘, então resolvemos colocar o vídeo. Como não estava dando certo, a gente começou a cantar e dançar”.

Lorena participa de um grupo para mães no Facebook e fez questão de elogiar a atitude da equipe, dizendo que teve uma ótima experiência no Instituto: “Falei no grupo que estão com todo o aparato necessário para receber nossas crianças”.

Leia também:

Grazi Massafera dança Baby Shark com a filha e vídeo viraliza

Sabrina Sato grava Ronaldo Fenômeno cantando “Baby Shark” para Zoe e resultado é o melhor de todos

Bebê acorda para dançar Baby Shark e vídeo é hilário