MEC divulga novo jeito de avaliar o nível de alfabetização das crianças: “Para cortar custos”

O novo Ministro Abraham Weintraub defende que a qualidade do teste não será afetada

Uma mudança na avaliação de alfabetização pode não agradar (Foto: iStock)

O MEC, Ministério da Educação e Cultura, anunciou nesta sexta-feira, 03 de maio, que fará uma mudança na pesquisa de avaliação sobre a alfabetização. Os testes do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) não vão mais acontecer da mesma forma.

-Publicidade-

As provas de ciências humanas e da natureza que eram aplicadas em alunos do 9° ano e a de alfabetização para alunos do 2° ano do fundamental serão feitas de forma diferente. Em vez de fazer uma avaliação universal das crianças no 2º ano do Ensino Fundamental, a pasta vai fazer a sondagem por amostragem. De acordo com o jornal Folha do Estado, o novo ministro da educação disse que a medida é para cortar custos.

Na última avaliação, feita em 2016, os exames de leitura, escrita e matemática eram aplicados para todas as crianças do 3° ano do Ensino Fundamental. Agora, o governo irá avaliar apenas uma amostra de escolas públicas e privadas do 2° ano, ou seja, as crianças de 7 e não mais as de 8 anos. Essa mudança já tinha sido pedida pelo governo anterior, de Michel Temer (MDB).

-Publicidade-

Abraham Weintraub tem um orçamento de 500 milhões de dólares para avaliar mais de 7 milhões de crianças matriculadas em escolas públicas, a avaliação é opcional nas escolas particulares. Os resultados dos testes vão servir como base para calcular como e onde o dinheiro será investido.

Os testes são os mesmos que quase foram cancelados pelo antigo ministro, Ricardo Vélez Rodriguez no começo do ano, mas depois de críticas o ministério voltou atrás. Profissionais da Associação Brasileira de Psicopedagogia, ainda afirmam que o sistema de amostragem é longe de ser o ideal.

Isso porque as crianças têm uma variação de aprendizagem e uma avaliação nesse sistema que pode não ser objetiva e resultar em algo que não seja representativo o suficiente.

Leia também: 

4 maneiras de ajudar seu filho no processo de alfabetização 

Saiba como os problemas de linguagem influenciam na alfabetização 

Retrospectiva Pais&Filhos: é na alfabetização que seu filho começa a ser independente

-Publicidade-