Menina autista tem crise na escola e mãe agradece funcionária pela ajuda inesperada

Kenlee Belew-Shaw, de 10 anos, ficou incomodada com os barulhos na hora do intervalo

 

-Publicidade-
A mulher deitou com a menina (Foto: Reprodução / Today Parents)

Kenlee Belew-Shaw, de 10 anos, estuda em uma escola Melba Passamore, no Texas, Estados Unidos, onde todos os intervalos são barulhentos, graças a grande quantidade de crianças. Por isso, isso se torna muito difícil para a menina que tem autismo.

Kenlee, no dia 10 de agosto, ficou incomodada com os barulhos pela manhã e ao invés de descansar a cabeça na mesa, o que faz para se acalmar, ela subiu no palco da cafeteria com o cobertor que leva para a escola, deitou e começou a chorar. Esther McCool, auxiliar de limpeza, viu toda a situação e se aproximou da menina para poder ajudá-la.

-Publicidade-

A mulher deitou ao lado da menina e começou a consolá-la dando tapinhas de leve nas costas e conversando com ela de forma suave e baixinho. Uma das funcionárias da cantina fotografou o momento e enviou para a mãe da menina, Hollie, que compartilhou a imagem nas redes sociais: “As escolas têm muita sorte de terem anjos em seus campus. Sintam-se à vontade para compartilhar para que a Esther receba todo o carinho e apoio que merece”.

Em entrevista ao Today Parents, Esther, afirmou que só estava fazendo o trabalho que ama. “Eu gosto de me certificar que todas as crianças estão bem”, disse. “Apesar de não falar inglês, consigo me comunicar com as crianças. O amor não tem idioma”.

A menina com as duas mulheres (Foto: Reprodução / Today Parents)

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos:

Leia também:

Estudo mostra que cesáreas aumentam em 33% as chances do bebê desenvolver autismo

Jovem com autismo e fobia de barulho se forma na escola em cerimônia silenciosa

Cientistas encontram tratamento para o autismo nos olhos dos bebês

 

 

-Publicidade-