Menina de 4 anos perde a visão após contrair gripe e mãe faz desabafo: “Vacinem seus filhos”

Jade DeLucia estava com uma simples febre até que precisou ser internada no hospital

(Foto: Reprodução/Facebook)

Jade DeLucia, de 4 anos, mora em Iowa, nos Estados Unidos, não tinha sido vacinada e os pais acreditaram que estava tudo bem com a menina até que ela contraiu uma gripe, quase morreu e acabou ficando cega. Agora, os pais de Jade fazem uma grande campanha a favor da vacinação.

-Publicidade-

Ela começou a apresentar sinais da gripe, como febre, perto no Natal. “Ela estava correndo, se divertindo, comendo normalmente, pedindo lanches”, disse a mãe, Amanda Phillips. “Não havia nenhum sinal que me dissesse que algo estava seriamente errado com ela”.

Na véspera de Natal, o pai de DeLucia, Stephen DeLucia, foi acordar a filha e a encontrou sem resposta na cama, com febre alta. Eles a levaram rapidamente ao hospital local, e Jade começou a ter uma convulsão. Estava tremendo incontrolavelmente e os olhos rolaram para a parte de trás da cabeça.

-Publicidade-
Esta é Jade (Foto: reprodução/Facebook)

Os médicos a levaram imediatamente de helicóptero para o hospital infantil da Universidade de Iowa, a 130 quilômetros de Iowa City. “Eu não achava que iria vê-la novamente naquele momento”, disse Amanda. “Eu realmente não fiz. Só de olhar para ela, sinceramente não achei que fosse vê-la”, desabafou.

Jade passou as duas semanas seguintes no hospital e ficou completamente sem resposta por sete dias. Os médicos determinaram que a gripe havia atingido seu cérebro e a menina tinha encefalopatia, uma complicação rara, mas conhecida, da gripe que pode causar danos cerebrais e morte.

“Eles disseram que ela teve um dano cerebral significativo. Eles disseram que nosso filho pode nunca mais acordar e, se o fez, pode não ser o mesmo ”, contou a mãe. A Dra. Theresa Czech, uma neurologista pediátrica contratada para tratar do caso de Jade, começou com esteróides para reduzir o inchaço no cérebro. No dia 1 de janeiro, ela finalmente acordou.


“Ela abriu os olhos. Ela está olhando em volta. Apertamos duas mãos! E então conseguimos um sorriso”, contou o pai. Mas Amanda rapidamente percebeu que Jade não era capaz de ver. A médica disse que a gripe afetou a visão e poderia levar a outros problemas neurológicos também.

“Isso afetou a parte do cérebro que percebe a visão, e não sabemos se ela recuperará a visão”, disse Theresa . “Daqui a três a seis meses, saberemos. Qualquer que seja a recuperação que ela tenha aos seis meses, provavelmente é tudo o que ela terá”.

Por enquanto, porém, Jade está de volta em casa. Ela conseguiu deixar o hospital em 9 de janeiro e um vizinho  criou uma página do GoFundMe  para ajudar nas contas médicas da família. Amanda agora está pedindo a todos que tomem a vacina contra a gripe a cada estação. Jade e a irmã haviam recebido uma vacina contra a gripe em março, e a mãe pensou que elas estavam protegidas pelo resto do ano, sem saber que a vacina muda a cada estação de gripe.

“Queremos que os pais saibam que devem tomar uma vacina contra a gripe a cada temporada”, contou a mãe. “Se eu consigo impedir que uma criança fique doente, é isso que eu quero fazer. É terrível ver seu filho sofrer assim”, desabafou.

Leia também: 

Pais negam vacinar filhos e dizem que é por motivos religiosos

Justiça determina: pais que não vacinarem os filhos podem até perder a guarda da criança

Comissão aprova prisão para os pais que não vacinarem os filhos

    -Publicidade-