Menina de 8 anos é proibida de tirar fotos na escola por não ter cabelo com tom “natural”

“Alguns dos meus amigos estavam rindo e coisas assim. Eu tenho que ser eu mesma”, desabafou Marian Scott

Os pais de Marian trocaram a menina de escola. (Foto: reprodução / Instagram)

Marian Scott, de 8 anos, é uma menina americana, negra, que foi proibida de tirar fotos na escola, localizada no Michigan, Estados Unidos, pois usava extensão de cabelo vermelha.  Segunda a escola o visual da garota infringia as regras da instituição.

-Publicidade-

O manual do colégio afirmava que apenas crianças com tom de cabelo “natural” poderiam tirar foto. O caso repercutiu na mídia norte-americana e sensibilizou muitas pessoas. Umas delas foi o fotógrafo, Jermaine Horton, que ofereceu um ensaio fotográfico a menina.

“Quando você se sente assim, que a sua filha foi excluída, ou você sente que a confiança dela foi tão atingida e que ela volta para casa em lágrimas, como pai isso chega até você. Então, fiquei feliz por ter conseguido entrar em contato e conseguimos fazer acontecer”, contou o fotógrafo, pai de uma menina de 7 anos, ao “USA Today”.

-Publicidade-

Os pais de Marian a trocaram de escola, a meninas desabafou ao agradecer Jermaine pelas fotos: “Fiquei triste e todo mundo conseguiu tirar as fotos, exceto eu. E alguns dos meus amigos estavam rindo e coisas assim. Eu tenho que ser eu mesma”, concluiu a garota.

“Fiquei triste e todo mundo conseguiu tirar as fotos, exceto eu”, disse Marian. (Foto: reprodução / Instagram)

Leia também: 

Giovanna Ewbank desabafa sobre racismo: “Sei o que é ser mãe de crianças negras”;

Fotógrafa se inspira em filme de Natal para ensaio inusitado com recém-nascidos

Ensaio fotográfico mostra o amor entre pais e filhos com microcefalia

-Publicidade-