Criança

Menina de dois anos congela óvulos após ter câncer que a deixou infértil: “Não merece passar por isso”

Esmée Todd tem a doença no rim

Ingrid Campiteli

Ingrid Campiteli ,filha de Sandra e Paulo

(Foto: Reprodução / GoFundMe)

Esmée Todd foi levada ao médico depois de ficar sem apetite e com retenção de fezes. Foi quando, depois de idas ao hospital, que a menina teve o diagnóstico de nefroblastoma, um tipo de câncer de rim. Por conta do tratamento, os especialistas explicaram que ela poderia fica infértil, então, a mãe Megan Edwards decidiu congelar os óvulos da menina. “Foi aterrorizante ouvir que ela tinha um tumor dentro da minha filha. Mas se eles estão planejando o futuro dela, isso significa que há um futuro a ser planejado”, disse a mãe ao Metro.

A menina está no principal centro da Inglaterra que oferece tratamento de preservação de fertilidade para crianças. “Esmée, tem apenas dois anos de idade e é uma das pacientes mais jovens a receber esse tratamento”, disse Sheila Lane, médica.

Esmée passou por uma cirurgia para remover o tumor do rim e, também, um dos ovários. Porém, eles descobriram que o câncer havia se espalhado para o pulmão. A menina está em casa, mas em dois dias devem voltar para o hospital.

“O caminho de casa foi longo e difícil, mas ela o fez e atualmente está gostando de estar aqui.Ver a mudança de Esme durante todo o tratamento foi de partir o coração. Vê-la passar de uma garotinha feliz e inquieta para uma menina quieta e sem energia foi uma das partes mais difíceis para mim. Minha filhinha não merece passar por isso, nenhuma criança merece. Parece que teremos um final feliz, mas estamos tentando não nos antecipar”, completou.

Os amigos e familiares estão arrecadando dinheiro para ajudar os custos de vida da família, após a mãe deixar de trabalhar para cuidar da filha, que precisa de atenção 24 horas por dia.

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos:

Câncer de bexiga: 5 sintomas da doença que toda mulher precisa saber!