Menina é esquecida por 3 horas em ônibus escolar e mãe desabafa: “Ela tirou a roupa e fez xixi no chão”

A criança irá fazer acompanhamento médico e a Prefeitura afirmou que dará todo apoio à família, além de terem demitido os funcionários

Resumo da Notícia

  • A menina foi esquecida por três horas no ônibus, segundo a mãe
  • A funcionária afirmou não ter visto a menina
  • A criança ficou desidratada
  • A Prefeitura demitiu os responsáveis
A menina ficou desidratada (Foto: Reprodução / Facebook)

Uma menina de três anos passou ao três horas sozinha em um ônibus escolar da rede municipal, em Cajamar, em São Paulo. Segundo relato pela a mãe, Karina Moratore, nas redes sociais, a filha ficou trancada sozinha no ônibus, estacionado na rua, sem água, comida e sem assistência.

-Publicidade-

O caso aconteceu na última segunda-feira, 10 de fevereiro, quando o ônibus voltou da escola, a monitora que acompanha as crianças teria descido dizendo que havia tido um erro grave com a criança. A menina dormiu durante o trajeto até a escola, e ao desembarcar, foi esquecida pela funcionária e motorista.

A criança embarcou às 7h03 da manhã e retornou às 11h43. Ela estava vestindo uma roupa diferente e com a calcinha trocada. A monitora afirmou à mãe que a menina só foi vista por volta das 10h. Quando questionada sobre o motivo pelo qual não a procuraram quando perceberam que a criança não foi para a aula, a mulher recebeu uma resposta vaga.

-Publicidade-

Depois disso, a mãe perguntou à filha o que tinha acontecido e teve uma surpresa na resposta. A menina disse que não tinha ninguém no ônibus com ela e que o veículo estava parado na rua, em uma dia bem chuvoso. Com vontade de ir ao banheiro, tirou a roupa e fez xixi no chão do ônibus. “Ela ficou com desidratação. Levamos ela ao médico, fizemos exames físicos”, disse Karina.

A Prefeitura afirmou que os funcionários foram demitidos e todos os serviços públicos à disposição da garota e da família. “Essa empresa presta serviço em toda a rede de ensino do município de Cajamar. As duas pessoas foram demitidas, mas isso não apaga o trauma da minha filha”, lamentou a mãe. Ela observou que a garota deve realizar acompanhamento psicológico.

Ainda a Prefeitura fez uma reunião com todos os envolvidos no transporte escolar para evitar novos incidentes.

“A Prefeitura de Cajamar vem a público informar que, imediatamente ao tomar conhecimento do ocorrido, acionou todos os possíveis envolvidos para apurar e responsabilizar os culpados. Mesmo sabendo da importância de realizar um controle minucioso de entrada e saída das crianças no veículo, a monitora e o motorista alegam que não viram a criança dormindo no banco. Após essa situação inadmissível, a Prefeitura notificou a empresa de transporte escolar que, imediatamente demitiu os dois funcionários“, disse.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

 

-Publicidade-