Menino com doença rara vende canecas para ajudar no tratamento e ganha ajuda de vaquinha online

Leonardo Correia Lobão foi diagnosticado com Distrofia Muscular de Duchenne

Resumo da Notícia

  • Leonardo Correia Lobão foi diagnosticado com 8 anos
  • O menino sofre de uma doença rara progressiva, degenerativa e sem cura
  • A mãe do menino vende canecas com desenhos feitos por ele para ajudar com tratamento

Um menino de apenas 11 anos foi diagnosticado com Distrofia Muscular de Duchenne, uma doença rara que é progressiva, degenerativa e ainda sem cura, que causa atrofia muscular. Leonardo Correia Lobão mora com a mãe, Carolina Correia, em São Vicente.

-Publicidade-

Para conseguir custear um tratamento completo, que amenize o sofrimento do menino, Carolina teve a ideia de vender canecas com desenhos feitos pelo próprio Léo.  “A ideia surgiu a fim de motivar o meu filho, para vê-lo fazendo algo que gosta e que consegue fazer. É um trabalho feito com muito carinho e dedicação por ele. Ele adora desenhar!”, contou.

A mãe do menino ajuda a vender as canecas dos desenhos dele
A mãe do menino ajuda a vender as canecas dos desenhos dele (Foto: Reprodução/Só Notícia Boa)

Com apenas 8 anos Leonardo foi diagnosticado, e recentemente perdeu a capacidade de andar. Hoje, não pode fazer coisas que antes eram fáceis para ele, como correr, pular e brincar com os amigos da escola. Pois tudo lhe exige muito esforço.

O tratamento requer, além da fisioterapia, medicações, órteses, cadeira de rodas de acordo com o tamanho da criança, cuidador, locomoção e todo o suporte que a doença exige no decorrer dos anos. Os gastos mensais para os cuidados com o Léo vão de R$2 mil a R$3,5 mil por mês. A vaquinha é para ajudar nos custos do tratamento por pelo menos 1 ano. Para contribuir com a vaquinha online é só clicar aqui!