Menino de 10 anos descobre que têm câncer ao ser parado por estranho na rua

Os pais dele já sabiam do diagnóstico, mas optaram por não contar. Um comentário de um homem, no entanto, fez com que ele descobrisse a realidade

Resumo da Notícia

  • Menino de 10 anos descobre que têm câncer ao ser parado por estranho na rua
  • Os pais dele já sabiam do diagnóstico, mas optaram por não contar
  • Um comentário de um homem, no entanto, fez com que ele descobrisse a realidade
  • Hoje, ele está lutando contra a doença

Um menino de 10 anos soube pela primeira vez que estava com um câncer quando foi parado por um estranho na rua. O homem se aproximou do menino enquanto ele caminhava e simplesmente disse: “Você está indo bem na luta contra o câncer“. Os pais dele já sabiam da condição do filho há um tempo, mas optaram por não contá-lo para que ele não ficasse assustado. O garoto, então, ficou sabendo por meio de um estranho que, com a melhor das intenções, apenas decidiu pará-lo para dar uma mensagem de força e admiração.

-Publicidade-

David Lally foi diagnosticado com múltiplos tumores cerebrais depois que começou a sofrer de “dores de cabeça e cintilação no olho direito”. Depois dos sintomas aparecerem algumas vezes seguidas, os pais, Chris e Kelly, telefonaram para o médico e David marcou uma consulta para fazer alguns exames no Hospital Arrowe Park.

Menino de 10 anos descobre que têm câncer ao ser parado por estranho na rua (Foto: reprodução Mirror)

Depois de vários exames, no dia 22 de dezembro a família recebeu a notícia um tanto quanto difícil de que o menino estava com três grandes tumores cerebrais, além de vários outros menores. Para evitar problemas psicológicos e não assustar o filho, os pais decidiram não contar a ele sobre os tumores.

“Tem sido difícil porque no começo nunca contamos a David o que ele tinha, apenas dissemos que ele tinha pequenos caroços. Então, alguém na rua se aproximou dele, apertou sua mão e disse: ‘Você está indo bem lutando contra o câncer, companheiro ‘então tivemos que sentar com ele e dizer tudo”, contou o pai, em entrevista ao jornal Liverpool Echo.

O pai seguiu contando que o filho está muito cansado depois das sessões de quimioterapias e a luta não tem sido fácil. “É mentalmente desgastante. Ver todas as crianças sofrendo, é tão difícil. Está fora do meu alcance, literalmente não posso fazer nada, está nas mãos de Deus. Mas se ele tiver que se sentar por dez horas para fazer o tratamento, estarei ao seu lado o tempo todo”, afirmou o pai.

Desde que descobriu o câncer, David tem passado por quimioterapias para tentar amenizar os problemas e diminuir o tamanho dos tumores. Como resultado, ele acabou ficando com uma cicatriz na cabeça. O pai contou que o filho atualmente se sente “envergonhado” com a marca.

Para tentar melhorar a auto estima dela, o pai decidiu replicar a cicatriz na própria cabeça, com uma tatuagem, para mostrar ao filho que eles estão juntos nessa batalha. “Estamos na batalha juntos e eu quero que ele saiba disso. Qualquer coisa que ele tiver que passar, eu vou passar com ele”, contou.

Chris disse que a tatuagem foi dolorosa de fazer, mas que David ficou o tempo todo ao lado dele. “Ele estava sentado ao meu lado e estava rindo loucamente”, relembrou. A tatuagem demorou cerca de uma hora e agora se transformou em um símbolo de união entre pai e filho.