Menino de 10 anos morre após engolir balão de festa

Pedro Henrique Silva faleceu na cidade de Luiziânia, em Goiás. Por lá, ele estava na casa de uma amiga da mãe dele na hora do ocorrido

Resumo da Notícia

  • Menino de 10 anos morre após engolir balão de festa
  • Pedro Henrique Silva faleceu na cidade de Luiziânia, em Goiás
  • Por lá, ele estava na casa de uma amiga da mãe dele na hora do ocorrido

Pedro Henrique Silva, de 10 anos de idade, faleceu ao engolir um balão de festa enquanto estava na casa de uma amiga de sua mãe na última sexta-feira, 11 de fevereiro. O caso aconteceu na cidade de Luiziânia, Goiás.

-Publicidade-

Por lá, a mãe contou para a polícia que se assustou ao ver o menino correndo em direção à cozinha. Ao chegar lá, Pedro conseguiu explicar que havia engolido uma bexiga e que tinha ido pegar água, momentos antes de desmaiar. Ele foi rapidamente encaminhado para o pronto-socorro.

O menino faleceu por causa do balão
O menino faleceu por causa do balão (Foto: Getty Images)

Ele foi dado como morto no hospital. A própria amiga da mãe quem contou a notícia, e alegou que não sabia como o menino havia conseguido o balão, já que ela mesma tem filhos pequenos e, por causa disso, os deixa escondidos.

O caso segue sendo investigado e, para a UOL, o delegado responsável Fabiano Medeiros disse: “A princípio, a comunicante da ocorrência e a mãe da criança [serão ouvidas]. O restante das oitivas vai depender dos depoimentos das duas”.

Sempre alerta!

A ONG Criança Segura – Mundial, parceira da Pais&Filhos, recomenda que os pais estejam sempre muito atentos e evitem dar esses objetos para os filhos. “Para prevenir esse tipo de ocorrência em casa, tente ver o mundo pelo ponto de vista de uma criança: mantenha objetos pequenos, como moedas, baterias, ímãs, botões ou joias fora do alcance e da vista”, orienta o pedriatra.

É preciso ficar de olho nos brinquedos das crianças
É preciso ficar de olho nos brinquedos das crianças (Foto: Getty Images)

A gente sabe que tudo é motivo de curiosidade das crianças, principalmente objetos pequenos e coloridos. E qual é a primeira coisa que elas fazem? Levam pra boca. É a forma delas de explorar, de descobrir. A sufocação é a principal causa de mortes por acidentes em menores de 1 ano, segundo a ONG Criança Segura. Ainda de acordo com a ONG, 68% das crianças dessa idade que sofrem esse tipo de acidente não sobrevivem. Ou seja: todo cuidado é pouco!  Os objetos que são engolidos e seguem o mesmo caminho dos alimentos, em geral, passam despercebidos, sem nenhum sintoma aparente. Já os que são aspirados ou por algum outro motivo seguem para as vias aéreas, podem causar falta de ar e sufocamento.