Menino de 13 anos tem forte reação alérgica após usar óculos de realidade virtual

O presente de Natal de Lewis Gray acabou gerando uma situação desagradável para a família

Resumo da Notícia

  • Lewis Gray, 13, teve forte reação alérgica após usar óculos de realidade virtual;
  • A mãe de Lewis, Kirsty Reed, disse que parecia que seu filho estava usando blush;
  • 48 horas depois de usar o fone de ouvido pela primeira vez, os olhos de Lewis estavam inchados e fechados.

Lewis Gray, de 13 anos, foi parar no hospital após ter uma forte reação alérgica ao presente de Natal que ganhou dos pais Kirty e Christopher. O adolescente ficou fascinado ao ver o óculos de realidade virtual do Facebook, Oculus Quest 2. Ele só não esperava um inchaço que quase fechou seus olhos.

-Publicidade-

A mãe do menino, Kirsty Reed, 33, disse ao DailyMail que reparou reações estranhas ao dispositivo. “No dia de Natal, ele brincou com o óculos por algumas horas. No dia seguinte, notei que a pele ao redor de seus olhos e testa estava irritada. Quase parecia que estava usando blush. Então, lhe dei um antialérgico”, explica.

Entretanto, na manhã do dia 27 de dezembro, os olhos de Lewis estavam quase fechados com o inchaço. O pai dele, Christopher, o levou às pressas para o centro de tratamento de urgência do Hospital St Peter’s em Lyne, no Reino Unido. Lá, os médicos informaram que poderia ser uma reação alérgica retardada ao fone de ouvido e prescreveram alguns anti-histamínicos e esteróides de precaução.

Lewis ficou com os olhos inchados após usar o Oculus Quest 2, do Meta
Lewis ficou com os olhos inchados após usar o Oculus Quest 2, do Meta (Foto: Reprodução/DailyMail)

“É preocupante porque você não sabe o que vai acontecer ou se a reação vai mais para a garganta”, desabafou Kirsty. “Os médicos disseram que teríamos de voltar imediatamente se houvessem mais irritação nos olhos ou se ele inchar mais. Ele poderia ter perdido completamente a visão e acho que Lewis não entendeu totalmente até falar com o médico”.

Reclamações do produto

Para saber mais sobre o produto, Kirsty Reed começou a investigar o Oculus Quest 2, do Meta. Nas buscas, descobriu que o produto havia passado por um recall em julho, com mais de 5 mil relatos de irritação da pele facial, incluindo erupções, inchaço, queimação, coceira, urticária e inchaços – após o uso do kit.

Em agosto, a empresa ofereceu uma capa de silicone gratuita para os proprietários de fones de ouvido para proteger sua pele, e disseram que todas as novas unidades incluiriam uma a partir de 24 de agosto deste ano.

O dispositivo de Lewis veio com a capa de silicone, mas Kirsty afirma que não havia nenhuma indicação de por que ele estava lá – então ela não o usou. “Nos folhetos informativos que vêm com ele, não diz que nada pode causar irritação. ‘É separado, o que faz você pensar, se isso é um problema, por que não vem junto?”, explicou.