Menino de 2 anos desaparece do berço de madrugada e polícia diz: “Estamos fazendo de tudo”

A criança desapareceu no estado de Virgínia nos Estados Unidos

Noah desapareceu na segunda feira, 24 de Junho (Foto: Reprodução CNN)

Um menino de dois anos foi colocado no berço, mas no meio da noite desapareceu sem deixar vestígios.

A mãe relatou ao desaparecimento do filho, Noah Tomlin, na segunda feira, 24 de Junho, às 23h35. O menino foi visto pela última vez por volta da 1h de segunda-feira, na cama da casa móvel na área de Buckroe Beach, em Hampton, Virgínia, disse Terry Sult, chefe de polícia de Hampton, em entrevista coletiva. 

A polícia realizou várias buscas, disse Sult, mas não conseguiu encontrar o menino. A Equipe de Busca do Departamento de Emergência da Virgínia, a Polícia do Estado e o FBI foram chamados para ajudar na investigação.  “Estamos fazendo de tudo para trazer essa criança para casa em segurança”.  Ao ser questionado sobre as suspeitas o policial disse que nenhuma possibilidade está descartada, desde a possibilidade da criança ter saído sozinha de casa até sequestro. Atualmente, não há acusações contra os pais do menino, que têm cooperado com as buscas, segundo a CNN.

Noah foi para cama vestindo um pijama verde e branco e usando fraldas.

A busca pela criança foi até a noite de terça-feira, e a polícia disse que mudará seu foco para áreas específicas da cidade quando tiverem certeza de que “esgotaram todos os esforços ​​e recursos razoáveis” no local onde estão, informou a estação policial. A polícia pede para quem tiver informações para entrar em contato  no (757) 727-6111. “Isso está pesando nos corações e mentes dos oficiais que estão buscando e estamos esperando por uma resolução positiva“, disse o sargento da polícia de Hamilton. Reginald Williams

Confira o vídeo da WTKR

Leia também:

Menino de 3 anos finge estar morto e causa tumulto no shopping

Bebê fumante: veja como está hoje o menino que fumava 40 cigarros por dia

Adolescente diz ser menino desaparecido há 7 anos: “Eu só quero chegar em casa”