Menino de 5 anos com problemas cerebrais dá primeiros passos em vídeo de aquecer o coração

Camden Hanson, que vive com uma condição cerebral que afeta a capacidade de se mover, finalmente deu os seus primeiros passos no último fim de semana, aos 5 anos de idade

Resumo da Notícia

  • A família Hanson vive em Woodstock, na Geórgia, Estados Unidos
  • A mãe do menino comemorou a conquista compartilhando nas redes sociais
  • Confira o vídeo emocionante
Mandy com a família (Foto: Reprodução/Twitter@MandyAUtiger19)

Com um olhar de determinação, o garoto Camden Hanson, que vive com uma condição cerebral que afeta a capacidade de se mover, finalmente deu os seus primeiros passos no último fim de semana, aos 5 anos de idade. Orgulhosa, a mãe do menino comemorou a conquista compartilhando nas redes sociais o vídeo emocionante que mostra Camden andando. “Como todos nós podemos ter um pouco de felicidade em nossas vidas nos dias de hoje: meu filho mais novo (5 anos) tem atrofia cerebelar progressiva e é deficiente físico. Ele também faz 10 terapias por semana. Hoje, ele finalmente andou sozinho! #MyHero #NeverGiveUp “, escreveu Mandy Hanson, no Twitter.

-Publicidade-

Rapidamente, o vídeo se tornou viral. Em menos de uma semana, as imagens contabilizam 7,9 milhões de visualizações e 40 mil compartilhamentos.

O caso do menino está sendo estudado pela Undiagnosed Disease Network (Foto: Reprodução/Twitter@MandyAUtiger19)

A família Hanson vive em Woodstock, na Geórgia, Estados Unidos. Camden tem um irmão mais velho, Parker, 7 anos. Mandy disse, em entrevista ao Today Parents, que Camden cumpriu todos os seus marcos até os 18 meses de idade. “Foi quando percebemos que ele estava muito desequilibrado e estava tentando andar, mas tinha uma marcha anormal, não era típica de uma criança. Depois de avaliar muitas possibilidades, visitamos um neurologista local que realizou uma ressonância magnética, e foi aí que vimos a atrofia cerebelar”, disse.

-Publicidade-

O cerebelo é a parte do cérebro que coordena os movimentos voluntários, como postura, equilíbrio, coordenação e fala. No caso de Camden, ele não funciona adequadamente, prejudicando tarefas diárias como formar palavras, equilibrar-se e caminhar. Quando o menino tinha cerca de 20 meses, começou a fazer terapia física, de fala e ocupacional. Agora, ele também faz passeios a cavalo e terapia robótica intensiva. No entanto, a mãe admitiu que, segundo os exames, a atrofia do filho está piorando, mas os médicos ainda não conseguiram identificar o gene que está causando sua condição. “Disseram-nos que, mesmo que, eventualmente, identifiquemos os genes que causam sua atrofia, a condição é tão rara que ele pode ser o único identificado no mundo com esse problema, e somente ele escreverá o futuro dessa doença”, explicou. O caso do menino está sendo estudado pela Undiagnosed Disease Network, uma pesquisa que busca fornecer a famílias como os Hanson mais informações sobre condições misteriosas de saúde.

A fala também foi um desafio para Camden. Há dois anos, ele começou a se comunicar emitindo sons, mas agora ele já consegue formar frases completas. Para a mãe, a terapia intensiva e a força de vontade do filho fizeram toda a diferença na sua evolução. Ela disse que não esperava que o vídeo do filho caminhando se tornasse viral, mas agradeceu as palavras gentis e os desejos de boa sorte enviados por pessoas de todo o mundo. “Camden nos ensinou a sermos pacientes e compassivos mais do que qualquer um. Em seus curtos cinco anos, ele passou por dezenas de testes exaustivos e, às vezes, dolorosos, mas sempre sorrindo. Esperamos que a história dele espalhe uma mensagem de esperança e inclusão e sirva de inspiração para milhões de famílias em todo o mundo que estão enfrentando os desafios de criar um filho com necessidades especiais”, finalizou.

Confira o vídeo:

-Publicidade-