Menino de 8 anos morre de ataque cardíaco enquanto brincava em parquinho

O caso aconteceu em Birmingham, na Inglaterra e mesmo prestando assistência à criança ela não resistiu

Resumo da Notícia

  • Um menino de 8 anos morreu na última terça-feira
  • A criança estava brincando em um parquinho e sofreu um ataque cardíaco
  • O caso aconteceu em Birmingham, na Inglaterra

Um menino de 8 anos morreu devido a um ataque cardíaco que sofreu enquanto brincava no parquinho ‘Crash Bang Wallop’. O caso aconteceu em Birmingham, na Inglaterra, na última terça-feira. Segundo o jornal britânico Daily Mail, não foi esclarecido se o garoto já sofria de alguma condição ou tinha histórico de problemas no coração.

-Publicidade-

Infelizmente, apesar dos esforços no atendimento médico, a criança não resistiu e morreu. Assim que perceberam que o menino estava passando mal, funcionários e a família prestaram os primeiros socorros e acionaram os serviços de emergência. “Duas ambulâncias, um agente paramédico, dois carros de cuidados críticos e a ambulância aérea atenderam ao chamado”, informou um porta-voz do serviço de emergência.

O menino foi resgatado de helicóptero e levado até o hospital infantil de Birmingham. Durante o trajeto, já recebeu os primeiros atendimentos. No entanto, já no hospital, nas primeiras horas da quarta-feira (2), ele faleceu. A polícia informou ao Daily Mail que o caso não está sendo tratado como suspeito e que todos os detalhes da ocorrência foram enviados ao legista.

O menino foi levado ao hospital mas não resistiu
O menino foi levado ao hospital mas não resistiu (Foto: reprodução/Daily Mail)

Familiares usaram as redes sociais para agradecer à equipe do Crash Bang Wallop pelo atendimento prestado. “Obrigada a todos do Crash Bang Wallop, por toda a gentileza, ajuda e apoio nesta tarde. Deve ter sido muito traumático para todos. Não posso agradecer o suficiente por terem cuidado da minha família. Todo o nosso amor. Nanny xx”, escreveu uma pessoa.

Nas redes sociais, responsáveis pelo estabelecimento também deixaram uma nota, explicando que não dariam mais detalhes sobre o caso para a imprensa. “Nossas mais sinceras condolências à família e nossos pensamentos estão com vocês nesse momento difícil. Por respeito e por desejo da família, declinamos e vamos continuar declinando às discussões com a imprensa, porque é uma questão privada, da família. Gostaríamos de agradecer à nossa equipe por agir conforme os treinamentos e providenciar os primeiros socorros e manobras cardiorrespiratórias até que os serviços de emergência chegassem. Também gostaríamos de agradecer ao serviço de emergência, que respondeu rápido e prestou toda a assistência”, publicaram, na página do parque no Facebook.