Menino de 9 anos fica a beira da morte após desafio do TikTok com imã

Jack Mason viveu uma experiência de “quase morte”, segundo os médicos responsáveis pelo caso informaram para o jornal ‘The Independent’

Resumo da Notícia

  • Um menino de 9 anos ficou a beira da morte após engolir imãs
  • Jack Mason teria tido a ideia após um desafio que viralizou no TikTok
  • É importante que os pais fiquem de olho nas crianças

Jack Mason tem apenas 9 anos e viveu uma experiência de “quase morte”, segundo narrado pelo jornal ‘The Independent’. Isso porque ele foi para no hospital na Escócia depois de engolir uma série de imãs para realizar um desafio no TikTok.

-Publicidade-

Ele foi levado para o pronto-socorro assim que começou a reclamar de fortes dores no estômago. Chegando lá, após exames de Raio-X, foram detectados pequenos pedaços de metal no corpo da criança, que bloquearam seu intestino. Por causa disso, teve parte do órgão removido.

Jack teve parte do intestino removida por causa da brincadeira
Jack teve parte do intestino removida por causa da brincadeira (Foto: Reprodução/ Facebook)

O desafio consistia em colocar os pequenos imãs na língua, para imitar perfurações de piercing. Sobre isso, a mãe de Jack, Carolann McGeoch, afirmou ao jornal The Sun que ficou completamente apavorada com o diagnóstico do filho. “Explicaram para mim que os danos causados por esses imãs poderiam ser tão extremos que ele talvez não aguentasse. Em meio a um mar de lágrimas eu tive que assinar a permissão para a cirurgia e dizer que eu estava ciente que ‘qualquer coisa poderia acontecer'”.

Além de parte do intestino removida, Jack também teve o intestino grosso e apêndice severamente prejudicados por causa da brincadeira. O TikTok se pronunciou sobre o vídeo que circulou em suas redes, e emitiu uma nota oficial sobre o ocorrido.

O menino teve a saúde prejudicada por causa de uma brincadeira
O menino teve a saúde prejudicada por causa de uma brincadeira (Foto: Reprodução)

“Nossas diretrizes deixam claro que tipo de conteúdo não é aceitável na nossa plataforma, e isso inclui o conteúdo que encoraja, promove ou glorifica comportamentos perigosos que podem levar a ferimentos”, informou o recado, completando ainda que a rede social não apoia que crianças façam a ingestão de qualquer objeto perigoso.