Criança

Menino de cinco anos pega bactéria em hotel 5 estrelas e precisa de transplante de rim

O garoto contraiu a doença no Egito e está internado há 21 dias

Giovanna de Boer

Giovanna de Boer ,filha de Karen e Christiano

O menino está internado faz 21 dias (Foto: Reprodução/ Daily Mail)

Férias é um momento de relaxar, mas não deixar de prestar atenção! Um menino pegou uma bactéria em um buffet do hotel cinco estrelas em que estava hospedado com a família.

O filho de Richard Holt e Lara Wilcocks, Cillian, está no hospital há 21 dias após um feriado em família no Jaz Bluemarine Resort em Hurghada, no Egito. O menino de 1 ano e 8 meses foi o quinto da família a estar com diarreia depois que pegou Escherichia coli, conhecida como E.Coli.

Escherichia Coli é uma bactéria que pode ser adquirida por meio do consumo de alimentos contaminados. A pessoa contaminada por ter alguns sintomas característicos como: infecção intestinal, como diarreia forte, desconforto abdominal, vômito e desidratação.

A família estava de férias no Egito (Foto: Reprodução/ Daily Mail)

 

O menino, Cillian, desenvolveu uma doença renal rara chamada síndrome urêmica hemolítica como resultado da E.Coli, e pode agora precisar de um transplante de rim. A criança sofreu duas convulsões antes de passar por uma operação de quatro horas, três transfusões de sangue e duas transfusões de plaquetas. 

“É algo que você nunca acha que vai ter que passar, é de partir o coração“, disse pai de Cillian, Richard, ao Daily Mail. O pai tinha reservado uma estadia com tudo incluso no Jaz Bluemarine Resort no mês passado para ele, a mãe Lara e as crianças Lilly-Mae Foord, de oito anos, Olivia Holt e Cillian Holt, de cinco anos de idade.

Duas horas depois de comer a refeição da noite no terceiro dia do buffet do restaurante, Richard afirma que foi atingido por cãibras no estômago e diarreia violenta. “Algumas horas depois, comecei a ter cólicas estomacais e pedi a Lara que fosse à farmácia buscar algo para intoxicação alimentar, porque eu não sabia o que era”.

Na hora do almoço, Lara e Lilly também começaram a sofrer com cãibras e Cillian começou a ter diarreia. Holt passou três dias no quarto do hotel sofrendo com fortes cólicas e diarreia. Na manhã seguinte, Lara ficou doente e Richard foi até um representante do hotel para conseguir informações.

Cillian tem cinco anos (Foto: Reprodução/ Daily Mail)

O representante do hotel alegou que a doença poderia ter sido causada por comida consumida fora do hotel, insolação, insolação ou piscina e disse que a o hotel não tem culpa. Ele ainda assegurou ao Sr. Holt que todos os  clientes usassem álcool em gel para as mãos antes de fazerem as refeições. 

No caminho de volta para casa, no Reino Unido, o pai contou o Cillian sofreu uma diarreia tão violenta suas roupas, e o vestido de Lara tiveram que ser jogadas fora.  Então o casal resolveu levar o filho para o hospital, foi quando os pais foram avisados que o filho teria que passar por uma cirurgia de quatro horas.

O pai, Richard, disse: ‘”Quando nós o trouxemos para o hospital os médicos disseram que se tivéssemos demorado algumas horas ele poderia estar morto”. Os rins do menino estavam comprometidos. Isso porque a bactéria alcança a bexiga, sobe pelos ureteres e se instala em um ou nos dois rins, comprometendo seu funcionamento.

Nick Phin, vice-diretor do Serviço Nacional de Infecção da Saúde Pública, disse: “Estamos cientes das pessoas que retornaram do Egito com infecções por E.Coli, algumas com uma séria complicação renal chamada síndrome hemolítico-urêmica.Estamos reunindo informações sobre os afetados para entender melhor a causa.” 

Leia também:

Cuidado com o Slime: brinquedo pode ter bilhões de bactérias

Criança contrai bactéria gravíssima por causa de sinusite e mãe faz alerta

Nossos sapatos podem transportar mais de 421 mil bactérias para dentro de casa