Menino de dois anos tem síndrome rara que o faz ficar com fome o tempo todo

Reggie tem uma dieta bastante restrita

(Foto: Reprodução /DailyMain)

Uma mãe foi obrigada a colocar o filho de dois anos em uma dieta pobre em carboidratos, sem açúcar, depois que uma condição genética o deixou constantemente com fome. Kirsty Milbanhac, 38 anos, sabia que algo estava errado quando o filho Reggie ficou internado várias vezes.

Reggie, passava meses sendo internado e saindo do hospital, além de dietas e tratamentos. Até que os exames revelaram que o jovem tem um distúrbio genético da síndrome de Prader-Willi. O distúrbio causa um apetite insaciável, baixa estatura, deficiência intelectual e puberdade atrasada. Afeta também o tônus muscular, o que significa que Reggie ainda não consegue andar.

Segundo o jornal DailyMain, a mãe do menino falou sobre a maior luta da menina aqui. “Uma das maiores lutas é restringir sua dieta. A comida não pode ser vista como uma recompensa; não há como tratá-lo com chocolate ou doces. Ele segue uma dieta muito rígida de baixo carboidrato, alta proteína e sem açúcar”, afirmou.

A mãe continuou. “Ele nunca teve coisas como pão branco ou macarrão, então ele não sabe sentir falta delas”, contou. Além de que é muito difícil quando ele pede comida. “É difícil dizer não quando ele pede mais comida, mas nós simplesmente não podemos ceder, caso contrário, onde isso vai parar?”

Leia também:

Menino de 2 anos com síndrome rara comemora aniversário com alta no hospital: “Presente de vida”

Mãe descobre que convênio vai parar tratamento da filha com síndrome rara: “Estou perdendo ela”

Mãe desabafa sobre síndrome rara da filha: “Tinha algo de errado com os olhos dela”