Menino de três anos fica preso por mais de 4 horas em ônibus escolar por motivo inacreditável

O garoto de apenas 3 anos permaneceu dentro do ônibus escolar por mais quatro horas no veículo estacionado em posto de combustível

Resumo da Notícia

  • Criança de 3 anos em ônibus escolar após ser esquecida por motorista e monitora
  • A Prefeitura da cidade resolvou dar uma palestra aos motoristas e monitores de transporte escolar, a fim de alertar sobre os cuidados necessários com as crianças
  • A família da criança ficou revoltada com o abandono do garoto

Na manhã da última quarta-feira (16) um garoto de apenas três anos foi encontrado sozinho dentro de um ônibus escolar, localizado em um posto de combustível, na cidade de Acaraú, no Ceará. O estudante havia embarcado no veículo às 7h para ir até a creche onde estuda, no entanto, permaneceu dentro do transporte escolar após ser esquecido pelo motorista e monitora. O ônibus saiu da creche e se direcionou até um posto de combustível para ser abastecido, onde permaneceu estacionado até às 10h15.

-Publicidade-

A criança, que ficou mais de três horas presa dentro do veículo, foi encontrada por um frentista do posto de combustível. Segundo o profissional, o garoto estava sentado sozinho dentro do ônibus, e, em determinado momento, se direcionou até à porta de saída do transporte escolar. Instante em que o frentista avistou o estudante.

“Estava assustado demais e transpirando muito por conta do veículo estar estacionado no sol e o calor era muito grande […] Eu pedi para ele descer comigo. Percebi que estava chorando por conta da situação. Então tentei conversar o máximo com ele, com perguntas básicas, pra ele se sentir mais confortável comigo. Desci ele do ônibus e o levei pra um local mais ventilado”, esclareceu o frentista ao portal G1.

Menino de 3 anos é esquecido em ônibus escolar (Foto: Reprodução/EPTV)
Menino de 3 anos é esquecido em ônibus escolar (Foto: Reprodução/EPTV)

Em um bate-papo do frentista com a criança, o profissional de 18 anos questionou onde o garoto morava e o nome dos pais. Por conta da cidade ser pequena, rapidamente foi esclarecido o endereço da criança. “Logo descobrimos onde ele morava, então levei ele de moto para casa. Já que sua casa era perto do posto de gasolina. Quem o recebeu foi a mãe, expliquei toda a situação para ela, e na hora ela ficou sem reação, só me agradeceu e levou a criança pra dentro de casa”, explica.

Após saber do acontecido, o motorista do ônibus escolar entrou em contato com a escola do garoto e informou sobre a situação. No entanto, a família da criança se mostrou muito impactada com a falta de cuidado com o filho. Em desabafo nas redes sociais, o pai da criança, Inácio Sousa, declarou o seu descontentamento. “Eu estou indignado com o que aconteceu com o meu filho hoje, abandonaram o meu filho dentro do ônibus escolar do Castelhano. Dois irresponsáveis, o motorista e a monitora. Das 7h às 10h no posto de gasolina”, desabafou o pai da criança.

Após a repercussão do caso, a Prefeitura de Acaraú se colocou a disposição para todo apoio à família da criança. Além de prestar apoio psicológico à criança de 3 anos. Além disso, a prefeita da cidade, Ana Flávia Monteiro, realizou neste sábado (19) uma reunião com motoristas e monitores do transporte escolar da cidade, a fim de debater o compromisso e dedicação para com a segurança dos estudantes que utilizam ônibus escolar.