Mexer com irmã é coisa séria! Menina defende irmã de bronca da mãe

Irmã mais nova fica brava por mãe brigar com a filha mais velha

A mãe Melissa Nunez tem duas filhas que são unha e carne! Para provar isso ela fez um vídeo fingindo dar uma bronca na mais velha. “Não faça isso se não você vai ter problemas. Você está sendo má”, fala a mãe. A menina chora de brincadeira, o que deixa sua irmã mais nova muito brava.

-Publicidade-

Imediatamente, a pequena impede sua mãe e defende a irmã. “Não, mamãe”.  Então, as duas se abraçam e mais nova fala mais uma vez que a mãe não pode brigar com a irmã. Muito fofas! Veja o vídeo completo, que foi publicado no Facebook de Melissa.

menina-defende-irma
(Foto: Reprodução/ Facebook Melissa Nunez)

O que chamamos de birra nada mais é do que a criança aprendendo a se posicionar diante das negações dos adultos. Não existe desenvolvimento saudável sem birra. Faz parte do eu da criança, que pode ter um período mais birrento ou menos birrento. Os bebês aprendem rápido que quando choram são pegos no colo, mas isso não é birra e sim um comportamento normal que a mãe pode responder de diversas maneiras. Além de o choro ser um pedido para ser pego no colo, também pode significar incômodos como dor, fome, sede e mal-estar. Além disso, o bebê sente o estado emocional da mãe o tempo todo e se ela estiver angustiada o filho, independentemente da pouca idade, vai sentir.

Geralmente, pode acontecer dos 10 meses aos 2 anos, e chega a passar antes dos 4, de acordo com Gladys Arnez, pediatra e neurologista infantil e da adolescência. É a partir dos 2 anos de idade que a criança começa a ter mais autonomia e passa pela chamada “adolescência da infância”, ou, como também é conhecido, pelos “Terrible Two”, os terríveis dois anos. Que, vamos combinar: de terrível é só o nome. Essa fase significa que seu filho está se desenvolvendo normalmente!

A birra é um comportamento muito específico de crianças que estão aprendendo a lidar com os limites e ainda não conhecem outras formas de reagir. Por isso, um bebê de 2 meses, 8 meses e de até 1 ano não reage com birra porque ainda não está aprendendo a lidar com a negação. Se você fica em dúvida de pegar o filho com menos de 1 ano no colo quando ele chora, não tenha. Pegue, acolha, abrace. É disso que ele precisa.