Número de crianças com covid-19 dispara em hospitais infantis de São Paulo

De acordo com dados da Folha de São Paulo, além do número de diagnósticos de covid, houve também uma queda nos quadros de influenza nesta faixa etária. O número de internações também cresce, mas em ritmo bem mais lento

Resumo da Notícia

  • O número de casos de covid-19 enfrenta aumento em disparada em São Paulo
  • Observou-se também uma queda no número de diagnósticos de influenza, e um aumento bem mais lento de internações desta faixa etária
  • Os dados são da Folha de São Paulo

Dados da Folha de São Paulo comprovaram que o número de casos de covid-19 em crianças enfrentou uma disparada em Hospitais Infantis de São Paulo. O aumento de internações desses quadros também apresentou aumento, porém em ritmo mais lento. O número de crianças infectadas com influenza, contudo, vê queda.

-Publicidade-

Três hospitais públicos infantis paulistanos –  Menino Jesus, Darcy Vargas e Cândido Fontoura – o aumento de internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave foi de 8%, saltando de 37 para 40 internações em média. Entretanto, em comparação a julho do ano passado, o aumento somou 82% – conforme analisado pelo Info Tracker, projeto realizado pela Unesp em parceria com a Universidade de São Paulo (USP).

Na rede de hospitais particulares São Camilo, foram ao menos 993 atendimentos por síndromes respiratórias em crianças só nos primeiros dez dias de 2022. Dentre estes atendimentos, 39 crianças foram hospitalizadas com covid-19. O hospital infantil Sabará tem internado de quatro a cinco crianças com covid-19 por dia.

Ainda para a Folha, o infectologista Francisco Ivanildo de Oliveira Junior, gerente de qualidade do Sabará afirmou, contudo, que o tempo de hospitalização desta faixa etária tem sido pequeno. “Felizmente o tempo médio de internação desses pacientes é baixo, em média dois dias”, confirmou. Profissionais da saúde também tem observado que a maioria dos hospitalizados possui algum tipo de comorbidade – e que são de três a cinco dias de sintomas de gripe antes que os pacientes apresentem melhora.

O número de casos de crianças com covid-19 aumentou em São Paulo
O número de casos de crianças com covid-19 aumentou em São Paulo (Foto: Getty Images)

O Brasil recebeu na madrugada desta quinta-feira, 13 de janeiro, o primeiro lote de vacinas da Pfizer para imunizar crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19. A remessa chegou pelo Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, e possui 1,248 milhão de doses.

O imunizante saiu de Amsterdã em direção ao Brasil e, agora, será repassado para o centro de distribuição do Ministério da Fazenda, em Guarulhos.

O governo de São Paulo anunciou a abertura do pré-cadastro para vacinação de crianças entre 5 a 11 anos de idade contra a Covid-19 no estado, nesta quarta-feira, 12 de janeiro.

O governador de São Paulo João Dória, filiado ao partido PSDB, informou que a partir de hoje os pais já podem agilizar o processo inserindo os dados da criança no site do governo paulista. A vacina a ser aplicada em crianças no Brasil já está em uso em outros países, caso dos Estados Unidos, Canadá e Israel.

“O pré-cadastro agiliza o atendimento na hora da vacinação. Nós já imprimimos 4,5 milhões e já distribuímos da carteirinha de vacinação para crianças, devidamente caracterizada para essa finalizada, compramos também 4,5 milhões de seringas e agulhas especialmente para essa vacinação das crianças, e preparamos toda a logística. Treinamos aqueles que farão a imunização em 5,2 mil pontos de vacinação, além de 268 escolas públicas estaduais que já estão preparados para essa vacinação de crianças de 5 a 11 anos”, falou João Doria de acordo com o portal G1.

Passo a passo

Para realizar o pré-cadastro para vacinação de crianças contra a Covid-19 acesse Vacina Já e siga as instruções abaixo:

  • Informe o nome completo da criança
  • Informe o CPF da criança
  • Informe o sexo da criança
  • Informe o nome da mãe da criança
  • Informe o País, Estado e Município em que a criança nasceu
  • Informe o CEP
  • Informe um e-mail e telefone para contato

Vacinação de crianças em São Paulo

O governador aponta que a capacidade de vacinação de São Paulo é de 250 mil crianças diariamente, mas esse número pode aumentar de acordo com a necessidade das famílias paulistas. Crianças com algum tipo de comorbidade ou deficiência, além de indígenas e quilombolas, terão prioridade na fila de vacinação.

A idade oficial para o início da vacinação com a doses da Pfizer ainda não foi divulgada. “O risco de uma criança desenvolver um quadro grave em decorrência da contaminação pela Covid-19 é muito maior que qualquer tipo de evento ocasionado pela vacina da Pfizer, aprovada para aplicação nesta faixa etária”, informa o pediatra e pneumologista Dr. Eduardo Rosset, pai de Sophia e Carolina, com base em estudos da Sociedades Brasileira de Imunizações (SBIm) e da Pediatria (SBP).

Três doses de vacina neutralizam Ômicron, afirmam Pfizer e BioNTech
Três doses de vacina neutralizam Ômicron, afirmam Pfizer e BioNTech (Foto: Getty Images)

A estimativa é aplicar o imunizante em cerca de 4,3 milhões de crianças na fazia etária de 5 a 11 anos. A expectativa do Ministério da Saúde é que o Brasil receba entre 14 e 15 de janeiro cerca de 20% do lote de imunizantes infantis fabricados na América do Norte.

“As vacinas são seguras e salvam vidas, é sempre importante frisar. Ainda que menos grave e com índices de óbitos inferiores ao visto entre adultos, a COVID-19 também faz crianças adoecerem e elas não só servem como veículo de transmissão, como também podem desenvolver formas graves da doença e que podem levar a danos irreversíveis à saúde ou levar ao falecimento”, ressalta Dr. Eduardo.

Carteirinha de vacinação

Na segunda-feira, 27 de dezembro, o governo do estado de São Paulo divulgou a imagem da carteirinha de vacinação contra a Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos. O layout já está sendo impresso.

“Aguardamos a aprovação da Coronavac pela Anvisa ou a importação da vacina da Pfizer pelo governo federal”, disse o governador do estado, João Doria, nas redes sociais.

Carteirinha de vacinação para crianças no estado de São Paulo
Carteirinha de vacinação para crianças no estado de São Paulo (Foto: Reprodução / Governo de SP)

A vacina contra covid-19 para pessoas de 5 a 11 anos foi autorizada pela Anvisa no dia 16 de dezembro e desde então o governo tem se reunido e pedido a opinião da população para conseguir definir como essa campanha funcionará. Segundo a Agência, a farmacêutica BioNTech enviou os dados e os estudos de segurança de indicação da vacina para crianças no dia 12 de novembro.