Criança

O compartilhamento tornou-se a nova moda nos dias de hoje

Você já aderiu?

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Os valores mudaram. Ninguém mais quer o status de ser dono do mundo, mas, sim, participar dele. Seu filho já é fã de um universo compartilhado, imagine daqui a 50 anos.

Vem com a gente examinar o mundo ao seu redor por alguns minutos. Observe a quantidade de compartilhamentos
que pularam das redes sociais, mundo online, para a nossa vida offline. A gente compartilha casa, carro, sala de empresa, até a bicicleta que fica disponível para uma corrida de um quarteirão ao outro ou até mais.

O compartilhamento tomou conta da nossa vida de maneira supernatural, mas a gente quer chamar a sua atenção para esse fenômeno (se é que podemos chamar assim) para refletir como o futuro que seu filho vai encontrar daqui a 50 anos vai ser completamente diferente.

Mudança de valores foi a explicação que surgiu durante a nossa conversa com especialistas que estão ativos nesse meio compartilhado. A maneira de encararmos a vida, a cidade e as pessoas ao nosso redor mudaram. E boa parte dessa alteração é culpa da tecnologia – no bom sentido. “Acredito que isso tenha a ver com a busca pela liberdade e isso só vai crescer com o passar das gerações”, comenta Mônica Queiroz, diretora de relacionamento e inovação do CO.W, empresa de coworking, e mãe de Tatiana e Thiago.

A gente passou a enxergar posses e bens de maneira diferente, com menos importância, e começamos a dividir a nossa economia visando a experiência. Dividimos a corrida do carro, a casa alugada da praia, o aplicativo de música e o mais interessante é que cada pessoa que participa dessa divisão pode aproveitar um pedaço daquele “serviço”: compartilhamos experiências.

“Eu defendo que a revolução tecnológica do compartilhamento na vida online e o fácil acesso às informações é o que marcam essas mudanças”, pontua Tamy Lin, CEO e fundadora da Moobie, filha de Nair e Lin.

Esta é a nossa última matéria da série de reportagens que fizemos para comemorar os 50 anos da Pais&Filhos, completos este ano, no mês de setembro. Desde janeiro, a cada mês, discutimos sobre temas importan