O Diário de Pilar: diretores contam como a nova animação vai transformar o mundo das crianças

A série é inspirada no best-seller da escritora Flavia Lins e conta a história da menina Pilar e como sua sede por conhecimento irá levá-la para muitos destinos incríveis

Resumo da Notícia

  • O Nat Geo Kids anunciou a estreia da nova produção infantil: O Diário de Pilar
  • A animação, feita para crianças entre 5 e 10 anos, estreia no dia 17 de fevereiro às 17:30
  • O desenho conta a história da menina Pilar. A garota, que tem 10 anos de idade, possui uma curiosidade gigante pelo conhecimento
 
O Diário de Pilar é uma série que reúne diferenças e abraça essa questão (Foto: reprodução / Instagram @humbertoavelar)

Muitas animações novas estão surgindo nos últimos tempos, desta vez estamos aqui para falar de uma história muito famosa no mundo da leitura e que vai se tornar uma sequência de episódios infantis para TV: O Diário de Pilar

-Publicidade-

O Nat Geo Kids anunciou a estreia da nova produção infantil, para crianças entre 5 e 10 anos, no dia 17 de fevereiro às 17:30, e muitas crianças já aguardam ansiosas pelo momento. A série está sendo coproduzida pela Mono Animation e conta a história da menina Pilar. A garota, que tem 10 anos de idade, possui uma curiosidade gigante pelo conhecimento! 

Acontece que Pilar é muito questionadora e tem uma visão original sobre o mundo. Ela sempre quer saber mais. O mais divertido é que a menina herdou do seu avô uma rede mágica, isso mesmo! Com essa rede ela pode viajar o mundo todo em locais e épocas diferentes. 

-Publicidade-

Vale lembrar que ela não está sozinha nessa. Pilar tem muitos amigos mas o seu melhor amigo, Breno, e o gato, Samba, sempre estão com ela em suas aventuras. 

Pilar tem muita sede por aventura (Foto: divulgação)

A animação, inspirada no best-seller da escritora Flavia Lins, foi dirigida por Bruno Bask e Humberto Avelar e ganhará vida com a participação das vozes de Thiago Lacerda, Dani Suzuki, Daphne Bozaski e Mel Lisboa.

A Pais e Filhos conversou um pouco com os diretores para entender melhor quem é essa menina tão curiosa e como ela vai transformar o mundo da imaginação em conhecimento para as crianças. 

Os dois contaram que foi um grande desafio gravar a série. Os livros de Flávia têm mais de 100 páginas e eles tiveram que transformar a história, que já é muito conhecida pelas crianças, em episódios de 11 minutos para a televisão. “Foi uma grande responsabilidade”, disse Humberto. 

Vale lembrar que os diretores também são pais! Então a presença do mundo das crianças veio como inspiração dos próprios filhos. “Quem tem filhos, pensa neles o tempo todo. O dia a dia das crianças sempre está inspirando a gente. Eles são um termômetro permanente para produzir”, disse Bruno quando questionado sobre inspiração. O feeling que os dois têm é muito legal!

A  participação da própria escritora na adaptação dos capítulos também foi muito importante. Segundo Bruno e Humberto, Flávia teve um papel fundamental na criação do roteiro. Mas, vale ressaltar, que o mundo da animação é muito específico, então a transformação dessa experiência para a TV ficou nas mãos dos diretores. 

O Diário de Pilar

Questionamos Bruno e humberto sobre a inovação desta série. Segundo eles, a relação global de diversas culturas é muito importante e a forma como as crianças vão poder vivencia-las é inovadora. Diferente de muitas outras animações Pilar viaja, realmente muito países, existem episódios feitos na América Latina e também na China. O que é inovador, já que muitas séries exploram geralmente países Europeus. 

Outra coisa bem legal que Humberto revelou, foi que a relação da menina com a tecnologia não é intensa. Ela não quer conhecer o mundo através de fotos, Pilar busca vivenciar pessoalmente os momentos. “As crianças, hoje, são vidradas no celular, mas sabemos que deve existir uma dosagem. A Pilar não precisa dele, ela acredita na vivência.. Ela quer tocar, sentir o cheiro das coisas. Isso é muito legal”, revela Humberto. 

Ele ainda falou sobre a mensagem, sabemos que dentro do mundo infantil existem muitos limites, mas a Pilar com sua sede por conhecimento transforma essas barreiras, ela luta para conhecer e no fundo passa uma mensagem importante de que “Tudo é possível”. 

Outra coisa bem legal citada por Bruno Bask foi a representatividade colocada na série, segundo ele outros personagens foram criados para que a série de televisão ficasse mais representativa. Então Pilar ganhou muitos amigos diferentes com personalidade e etnias distintas. 

O que o torna a animação “O Diário de Pilar” uma série que reúne diferenças e abraça essa questão. O que é muito importante para a criação dos nossos filhos. Mostra como todos somos diferentes mas que podemos abraçar e respeitar o próximo de  uma forma amiga e genuína, como no universo infantil. 

“A gente sempre incentiva todo mundo a assistir desenhos animados, principalmente ‘O Diário de Pilar”, diz Bruno. 

A série tem episódios de 11 minutos (Foto: Divulgação)
Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-